momentos de vidro e luz

Data 07/07/2020 12:22:08 | Tópico: Poemas

lenta

mente

ao

olhar:

pontos de cor
que parecem
gotas
descendo as palavras
de vidro.

gestos de brincar
amor
como se fossem
lágrimas percorrendo
a alma.

jeitos de flor
perseguindo música
ao vento circular
das abelhas

e o pássaro da memória
rasando a pele
em carícia funda
bafo da saudade
respirando em ânsia
a nossa história
uma cena doce
lambuzando a luz
que a transporta
um certo brilho
no instante que demora

um beijo pintado
na tela de luz
que me encandeia

sobre a folha viva
palco em sobressalto
em noite de estreia

leve, breve pena
bailando devagar

este Poema.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=351510