Menino que choras

Data 12/05/2008 23:58:57 | Tópico: Poemas -> Tristeza

Fruto de uma terra madrasta,
Choras mares menino!
De fome tua barriga se queixa,
Bebes, comes pó,
Nada tens pequenino.

Sonhas, fantasias,
Com algo para esse vazio encher,
Volta, volta! Já no tempo,
Má altura para aparecer…

Senhores do mal invadem a tua terra,
Minha África amiga e vizinha,
Possuem os teus companheiros e irmãos,
Oh Fome faminta!

O tempo passa, os senhores perduram,
Nada muda, tudo igual,
Tu e os teus a comida procuram.
Com um desejo quase fatal!
Choras mares menino…







Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=37223