(100)PALAVRAS DE MIM

Data 17/06/2008 22:09:32 | Tópico: Poemas -> Reflexão

Onde poderei começar,
meu sentimento contar?
Que palavras vos direi?
Escreve-las agora não sei.

O sentido das palavras
de mim eu me desavim,
não as deixo sair das larvas,
podendo me vingar assim.

Queixar-me agora não sei,
seria tudo mal contado
- tudo o que antes pensei,
no silêncio foi levado.

É certo este meu fim,
a parte alguma irei,
a caneta foge de mim.
Onde será que errei?

Não sei o quê - ou quem é
causador de tudo isto,
talvez a minha falta de fé
nas palavras que não avisto.

Não ficou palavra alguma
desta vez para escrever
irei acabar só com uma,
não se pode ler – nem ver.

Direitos Reservados



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=41138