O que perdi

Data 04/04/2007 16:38:35 | Tópico: Poemas -> Amor

Com a ponta dos dedos, estiquei-me e não te cheguei,
Escapaste e fugiste em intervalos de choro,
Em lágrimas caidas de tão alto, que tão alto estávamos,

A queda sofrida pela ferida aberta,
Da dor que aperta,
É essa dor que me desperta,

Deitado em sobressaltos de memórias,
De antigas histórias,
Que como o tempo ficam lá atrás,

Saltei o mais alto possível,
Cá em baixo não te apanho,
E voas a sorrir enquanto eu te olho para me distrair,

Com a ponta dos dedos, estiquei-me todo e não te senti,
Não te toquei como queria, como podia,
E agora olho-te e vejo o que perdi.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=5112