Incertamente

Data 04/09/2008 17:47:30 | Tópico: Poemas

Que dor é esta no meu peito,
Este aperto amargo
Que me faz vomitar
Palavras azedas
Sem restrição de sabores?

Que saudade esta
Do que nunca terei,
E que lembranças
De sonhos,
Que em vez de aliviarem,
Me atormentam…

Que voz é esta
Que reclama as lágrimas
E nada quer com a alegria
Com que me cubro falsamente?

Que vontade esta
De cobrir a cabeça
E esquecer que existe
Tanto...
Desejar a morte
Em pranto...


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=51282