Sereia

Data 22/04/2009 21:33:03 | Tópico: Sonetos

Quando danças fico impressionado
Com os quadris, tu saracoteias
Não és mulher, és um pecado
Não és mulher, és uma sereia

Ao ver-te cantar fico enrolado
Fico sem fala e sem ter idéia
Com um coração muito apertado
Um desejo ardente me tonteia

És mais que uma sereia, eu acho
És linda desde cima até embaixo
Mas não aceita a minha presença

Todas as sereias acabam em peixe
Espero que um dia tu me deixes
Constar entre ambas, a diferença


jmd/Maringá, 22.04.09





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=79612