Nos braços de Morfeu

Data 07/06/2007 16:25:22 | Tópico: Poemas -> Tristeza

Conhece-me o sabor das lágrimas
Quando a noite silenciosamente cai
Salpicando meus prantos de diamantes e prata.
A cabeça deitada em linho molhado,
O cabelo enfeitado de luz de luar…
Vem pois, Morfeu de mansinho,
Acalmar meu peito agoniado.
E os tristes olhos, marejados,
Gentilmente me fechar.
Então, finalmente sorrirei.
Dormindo, sou livre para sonhar!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=9006