https://www.poetris.com/
   Todas as mensagens (SERÁaBENEDITA)


(1) 2 »


Re: MAS É CARNAVAL, NÃO ME DIGA MAIS QUEM É VOCÊ...
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Vou dizer: que tudo!!!!
Mas, se não é o ZéSilveira do Brasil, do carnaval!
ainda bem que deu um capim-canela! kkkkkkkk

"E o jardim que era florido
Com as cores da aquarela
Destruído e sem amor
Cheio de capim canela"

E foi o aio que entrou no ôio!!

Bj, Sô Zé dos capim no ôio, ops capim-canela no ai no óio! ixe!!


Criado em: 7/2/2013 23:34
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MAS É CARNAVAL, NÃO ME DIGA MAIS QUEM É VOCÊ...
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
hihihi

Aí já é a cebola no óio. Igualzim quando a gente refoga repôi no ai no óio. Bão pra cara... iiiii!

Ixe!

É o aio que entrou no ôio!!!!!!!!!! :doh
E cadê meu brimo Caio???? kkkkkkk

Criado em: 7/2/2013 23:06
Transferir o post para outras aplicações Transferir


MAS É CARNAVAL, NÃO ME DIGA MAIS QUEM É VOCÊ...
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Olha o bloco do TREMA NA LINGUIÇA AÊEEE!

Só na marchinha

marchinha do aio no ôio!!



Foi no mês de maio
Eu tava picando aio
Pra fazer o moio (com shoyu)
Mas no meio do trabaio
Quase que eu desmaio
Eu fui coçar o ôio
A turma voltou da praia
E foi jogar baraio
Quem assustou com o baruio
Foi meu primo CAIO
Que que foi cê tá pulando
Feito papagaio
Foi o aio, foi o aio
Nunca mais eu me distraio.
Eu gritava: ai
Foi o aio que entrou no ôio
E do ôio não sai
Não doeu mas arde
Pra cara...
E eu gritava ai
Foi o aio que entrou no ôio!

Paulo Padilha


Criado em: 7/2/2013 22:49
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: por que você quer ser lido?
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Como querer ser amado, desejo de todos, um escritor só quer ser lido. E deveria ser apenas lido, não visto. Essa frase saiu da boca do autor espanhol Enrique Vila-Matas:
"Escritores não devem ser vistos, devem ser lidos". A frase parece bastante óbvia, mas dita num evento como a Flip, em que pessoas disputam ingressos para ver e ouvir autores de perto (e depois ainda enfrentam filas por um autógrafo), soa bastante provocativa.

Bisous.




Criado em: 15/1/2013 13:24
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Simples..........mente
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Ou não será euzinha?
Me Gadanha, you Tarzan.

Criado em: 12/1/2013 20:49
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: segundo
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Gracinha! Como dizia a Hebe Camargo. Ah, mas agora a conversa começa a fazer sentido. O cara é entendido. Pois se virmos por esse prisma religioso-filosófico-existencial temos que a "questã" se aprofunda e muito.Jà pensava se tratar do chamado "delírio interpretativo". Mas, se considerarmos a visão apocalíptica equinocêntrica ligada à moral cristão da sociedade ocidental, devemos também considerar que o desejo sobrevive no sujeito como base para um viés religioso de suporte às pressões do ego e do id. O sintoma se instala como fruto desta tensão arbitrária como o signo linguístico. Daí que a linguagem é, a priori, insuficiente para conter as necessidades de uma comtemporaneidade acéfala. Ou não.

Bisous.

Criado em: 15/10/2012 18:25
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: segundo
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Dorgas? Parei! hihihi

Criado em: 15/10/2012 18:02
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: segundo
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
"a próxima linha, o eu-lírico traía
seu cônjuge com o estilo barroco,
mas não quer mais ser infiel, muito
embora tenha sido uma experiência
emocionante."

Essa parte é de uma sensibilidade ao texto, quase intuitiva.Eu já dizia que depois que Tom Zé "ponhou" benção nocê, ficou impossível. Ainda junta com a Punkita, mon dieu!
Seus lindos, vocês não quebraram o ciclo hermenêutico. Estão delirando na maionese, juntinhos, fofos!
A questão é dialético-existencial, na medida em que traduz substancialmente um apelo não explícito ao sagrado, como uma forma de negação anterior mesmo à questão do self.
Vê se aquétam o facho.
Para a Roque: Triste é que outro espaço necessite ser criado para que alguém exerça seu direito à dúvida, à crítica e até dizer que nada entendeu, e portanto, não seria honesto dizer que gostou. Eu também lí, também não entendí, e continuo boiando.

Bisous pra todos.

Criado em: 15/10/2012 17:58
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Isto está uma merda! Ouviram? Uma MERDA!
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74

Pessoal da redacção (assim, que eu acho um charme ao invés de redação), estou aqui em nome da minha amiga Sandra Fonseca, pois  ela chique como é (ou seja, meio fresca) não gosta desses assuntos de merda, mas seu nome foi aqui citado. No meio dessa merda toda, ela agradece a lembrança ,  e coincidência, é mesmo o Jack Nicholson (meu belo e eterno Jack) seu próximo personagem em “Fulano de tal e eu”. Pois fui eu que os apresentei, já que ele é um amigo de longa data, e o nome do meu mordomo é uma singela homenagem a ele. Fofo e fou! Mon petit fou!

Entendo o desabafo do menino Caio. Ele, depois que foi batizado pelo Tom Zé, ficou tão irreverente !

Voltando à merda, não é tão mau assim alguém nos oferecer merda, é uma saudação que no teatro quer dizer boa sorte, ou “sucesso”  Fiquei sabendo de uma pesquisa feita aqui no luso que divide os usuários em “otimistas” e “ pessimistas”. Os mais otimistas dizem que se continuar assim, o Luso-poemas, vamos acabar todos na merda. Mas, os mais otimistas??? Sim pessoal, pois os pessimistas acham que a merda não vai dar para todo mundo.

Sua chronique  está uma merveille !!

Beijo azul no coração,está uma maravilha, belíssimo !

Sucesso e merda pra vocês !


Criado em: 13/10/2012 1:38
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Este país não é para alunos indignados
Muito Participativo
Membro desde:
2/1/2012 23:34
Mensagens: 74
Ma Chuchu,

Sua questão é tão dialética... Todos sabem a que velocidade com que os coelhos podem se reproduzir, pra caralho. Não seria o caso de castrar o coelho, ou melhor, o caralho do coelho? Oh mon dieu, já penso na pele fofinha dos coelhinhos para um casaco. Mas depois que entrei para o clube da Brigitte (a Bardot), não me permito mais esses luxos. Mas, ó ma chérie, non se aveche ( mistura de francês com português da República das Alagoas), tudo há de se resolver. Pra já, essa confusão do caralho, me deixou fatigué. Ai, Jack!

Bisous.

Criado em: 6/10/2012 13:37
Transferir o post para outras aplicações Transferir



 Topo
(1) 2 »




Links patrocinados