https://www.poetris.com/



(1) 2 »


Deixem o Luso estar como está!
Participativo
Membro desde:
29/11/2007 21:49
De Terra de ninguém
Mensagens: 33
Open in new window

O Luso Poemas é um site eminentemente livre. Deixem-no estar como está!

Independentemente das melhorias técnicas que o webmaster entender promover.

Cada novo utilizador sempre traz ideias novas e procura mil formas de conseguir que os seus “poemas” exibam o maior número de leituras e comentários. Muitos servem-se até de expedientes ilícitos e desleais. Há até quem, por dá cá aquela palha, já preconize a erradicação de outros utentes. Ou quem não saiba viver em concórdia e respeito pelos demais. Mas o Luso é um site eminentemente livre e que privilegia a poesia nas suas diferentes modalidades, boa que má. Um site excelente para revelar caracteres, para lá de bons poetas, mesmo quando se escondem por de trás de um “fake”. Um site em que tudo se aprende e se ensina, mesmo sem que se queira. Deixem o Luso estar como está! Postem, leiam, comentem ou não, conforme lhes apetecer, discutam, engalfinhem-se em polémicas, usem “fakes”, sejam iguais a vós próprios. Ensinem, aprendam e cresçam se forem capazes, na certeza que haverá sempre alguém que convosco aprende e se diverte. Mas deixem o Luso estar como está!

Ah! E se acaso se sentirem verdadeiramente ofendidos na vossa honra ou prejudicados nos vossos interesses e o webmaster não se mostrar competente, então recorram às instituições que o Estado democrático faculta para defesa dos cidadãos.

Criado em: 25/8/2011 0:10
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!

Membro desde:
6/8/2009 20:29
De Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
O Site Luso Poemas continua livre para todos aqueles que estão aqui em prol da Literatura. Pode ser pessoas, fakes, personalidades literárias. As regras são claras desde o momento que cada um fez o cadastro neste site.

A liberdade vai até onde não invada a liberdade do outro, este é um princípio de bom convívio.

Quem quiser fazer guerras, que procure sites de jogos de guerras.

Este site é de LITERATURA.

Helen De Rose.

Criado em: 25/8/2011 0:37
_________________
Helen De Rose
Visite meu blog
Transferir o post para outras aplicações Transferir


"let it burn.."
sem nome

Criado em: 25/8/2011 0:37
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Participativo
Membro desde:
29/11/2007 21:49
De Terra de ninguém
Mensagens: 33
LITERATURA é a vida, o mundo, o amor, o ódio, a paz, a guerra, a loucura. Nada deve coartar a criatividade. Quem vai à guerra dá e leva. Depois cada um apenas lê o que quer.Só o ofendido, ou prejudicado, tem o direito de se defender.O Luso, como o Estado democrático, deve facultar meios de defesa da cidadania, não de tomar partido por facções ou interesses, com imparcialidade. Aos energúmenos deve ser a sociedade a rejeitá-los. Mas a sociedade poderá optar por chafurdar na lama, caracterizando-se a si própria como frequentemente acontece, aqui no Luso. Felizmente os utentes vão-se renovando e o Luso é diferente em cada dia, neste aspecto. Ñão matemos o doente com a cura.
O Luso é, sobretudo, um local de aprendizagem da vida. Para aqueles que optam por conhecer a vida, e o mundo, através da poesia.

Criado em: 25/8/2011 21:55
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!(LET IT BURN..)
sem nome






não.
não matemos esse cancro.
não deixemos, pois, à incidência de qualquer mediocridade existente à "vertente" ('inda q obtusa) da literatura vir e nos confundir..
e sim!
cá vamos todos escrever sobre aspectos e trejeitos de pessoas e/ou "poetas" ao nosso bel-prazer..
vamos dar ao Luso-Poemas, a corda necessária pra que todos, a estiquemos em nosso nobre/pobre pescoço..
vamos pressionar aquele determinado "agressor" e ver, até que ponto chega a sua própria degradação. e aos seus contra-ataques directos, indirectos e lá-oq-vier..
sejamos à democracia dos porcos, e também sejamos aos nossos próprios multi-formes interesses, um pouco além da literatura..
escrevamos pra ciclano.
deixemos comentários pra fulano entender(o q "ele" quiser..)
ou deixemos bem clara, à nossa pretensão/oferta de vitrine:
e depois,
como ratos,
vamos todos correr às nossas próprias máscaras..
VAMOS re-editar à palavra(vamos renegá-la..)
sejamos aqui, a opinião pública!!
sejamos os juízes, os carrascos e também advogados de nossa própria "causa" e: seja qual for essa causa..
criemos novas caras, criemos novas roupagens pra, quiçá, analisar os comportamentos de outros "semelhantes"..
ora, façamos poemas e textos e crônicas sobre isso, e
por que não?
vamos abrir debate à hipocrisia (ir)revelada, ou:
sejamos os donos da verdade(absoluta)
mesmo que essa verdade seja filha de quem "bem" deva ser..
(...)"a Literatura é a vida, o mundo, o amor, o ódio, a paz, a guerra, a loucura."(...)

sim,
a nós, o caminho dos seres que se pensam.
a nós o infortúnio por auto-formatação (quase)constante..
falemos de nós mesmos
falemos de outréns

ora,
infestemo-nos, pois!!*


*à esta(comum) mediocridade..

e,
(...)"Não matemos o doente com a cura.
O Luso é, sobretudo, um local de aprendizagem da vida."(...)


mesmo às vidas-baixas..





------------------------------------------------------------
nota: enoja-me, estar aqui.(a este tópico.)

Criado em: 26/8/2011 0:02
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Colaborador
Membro desde:
5/5/2009 22:35
De Brasil
Mensagens: 2996
Compartilho.
bj.
Branca

Criado em: 26/8/2011 4:00
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Colaborador
Membro desde:
29/10/2008 17:21
De guimarães
Mensagens: 7254
sugestão de leitura:

Os Justos

Um homem que cultiva o seu jardim, como queria Voltaire.
O que agradece que na terra haja música.
O que descobre com prazer uma etimologia.
Dois empregados que num café do Sul jogam um silencioso xadrez.
O ceramista que premedita uma cor e uma forma.
O tipógrafo que compõe bem esta página, que talvez não lhe agrade.
Uma mulher e um homem que lêem os tercetos finais de certo canto.
O que acarinha um animal adormecido.
O que justifica ou quer justificar um mal que lhe fizeram.
O que agradece que na terra haja Stevenson.
O que prefere que os outros tenham razão.
Essas pessoas, que se ignoram, estão a salvar o mundo.

Jorge Luis Borges, in "A Cifra"

Tradução de Fernando Pinto do Amaral

talvez não sejam só estes os que "salvam a cena",mas sem dúvida que a seu modo,também são.para reflectir.


Criado em: 26/8/2011 20:24
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Participativo
Membro desde:
29/11/2007 21:49
De Terra de ninguém
Mensagens: 33
Diria, Alexis, com a devida vénia a si e ao Jorge Luís, que essa gente não abunda, aqui no Luso. Mesmo assim, estou em crer que muitos dos que se envolvem no Luso, serão resgatados da Terra, na qualidade de "justos", que não de poetas.

Abraço

Criado em: 26/8/2011 21:34
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Participativo
Membro desde:
29/11/2007 21:49
De Terra de ninguém
Mensagens: 33
Obrigado, Branca, pela achega.

Abraço

Criado em: 27/8/2011 9:48
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Deixem o Luso estar como está!
Colaborador
Membro desde:
1/12/2007 10:08
De Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
Para sua excelência Aléxis.

Ainda publica? pensava que as pessoas mal educadas tinham deixado o Luso, mas vejo que não,gosto de toda a gente mas por si sinto ódio.

Não terá resposta
A. da fonseca


Criado em: 27/8/2011 13:17
_________________
SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados