https://www.poetris.com/



« 1 ... 27 28 29 (30)


Re: Faz um poema
Muito Participativo
Membro desde:
29/10/2009 20:10
Mensagens: 93
Um poema de nada

---

Escrever sobre o nada.
No nada, tudo está.
Sem nada, tudo é.

Sentir o beijar da cegueira.
Abraçar a escuridão.
Envolver nela as promessas, as vontades,
As verdades...
No nada, tudo está.
Sem nada, tudo é.

Por mais que o sonho minta,
Que a utopia beije as mãos que entrelaçam o abismo,
O nada é a opção.

No nada, tudo está.
Sem nada, tudo é.

Criado em: 12/8/2014 10:32
_________________
http://detrasdasombra.blogspot.com - Blog
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
Super Participativo
Membro desde:
19/8/2013 13:20
Mensagens: 100

sempre me vesti
pro imaginável
e inimaginável

e todas as vestes
eram de papel

Criado em: 12/8/2014 15:06
_________________

poesia; minha palavra preferida

MarySSantos
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
Luso de Ouro
Membro desde:
8/10/2007 1:36
De Caniço-Madeira
Mensagens: 4577
A mágoa antiga das lágrimas

Não quero mais perceber o silêncio da palavra
nem o gesto incompreensível do corpo por espreitar
quero soltar esta lava que queima escondida
no fundo escorreito do meu olhar

pois que fiquem os poemas com ânsias de vida
e as mãos a amparar a mágoa antiga das lágrimas

[quão doce é os contornos delineados nas sombras]



Criado em: 14/8/2014 11:54
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
Luso de Ouro
Membro desde:
8/10/2007 1:36
De Caniço-Madeira
Mensagens: 4577
A mágoa antiga das lágrimas

Não quero mais perceber o silêncio da palavra
nem o gesto incompreensível do corpo por espreitar
quero soltar esta lava que queima escondida
no fundo escorreito do meu olhar

pois que fiquem os poemas com ânsias de vida
e as mãos a amparar a mágoa antiga das lágrimas


[quão doce é os contornos delineados nas sombras]



Criado em: 14/8/2014 11:54
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
sem nome
inserção
breve esquema lúdico, por
não-toque.
por externos reptos e comum-aceitação
da parte-carne que te serve
(que me foge)
da exacta escolha de querer se desprender
à altitude
à queda da volúpia por consumo-aflição
livre-exemplo
e.
tempo..

ah, eternidade que te jaz..

à febre.

por intempérie liberta e sem culpa de te reverter
à paragem sem glória-primeira
em contagem de votos qual crença deferida
à
penitência/indulto em curva de te ser:
em parte-única
e
página(caída, mas,) inteira.


é fogo.
posto por ensaio da alvorada nefasta de mim
da cura letrada, devassa, odiada, enfim..

meu turno!
ao verso-óbito de registro, cai

ei..
minha estaca,
"- onde pensa.. que vai?"




.















Criado em: 7/10/2014 0:34
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
sem nome
Quem é você?

Chega do nada
corrigindo erros de outros
e nem se dá conta que
depois de um ponto
A frase seguinte
inicia-se com maiúscula?
Quem é você?
Combatente de parasitas
que se aproveita de textos de outrem
pra encenar sua crítica?
Quem é você?
Verme, insignificante
pra discernir o certo do errado?
Se se utiliza de textos alheios
pra se aparecer?
Quem é você?
que mal escreve o português
pra vir dar ibope no texto de outros?
Quem é você?
que até hoje não aprendeu
que reticências
se faz com três pontos
não dois?
Quem é você?

Criado em: 29/10/2014 16:16
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
sem nome




Vou ao norte bordar o sul
Quanta vez for preciso
Aquecer a nossa pele





Criado em: 29/10/2014 16:33
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
sem nome
falso
o teu rumo
deixado
sem lume ou retrato
afixado em riscos
falso
o teu lado pecado
o teu início
alheio
principal
fictício à queda da carne
é
e
falso!
o
passo que te sei..

Criado em: 31/10/2014 16:57
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Faz um poema
Colaborador
Membro desde:
26/10/2010 17:44
Mensagens: 598
É no fim
Quando se apagam as luzes
Que a mascara cai
E a vida faz sentido

Apresentei-me ao mundo
Sempre despido

E mesmo que no fim
Ninguém aplauda o truque
Terei realizado o sonho
E sido feliz.


Criado em: 25/2/2021 18:21
_________________
Viver é sair para a rua de manhã, aprender a amar e à noite voltar para casa.
Transferir o post para outras aplicações Transferir



« 1 ... 27 28 29 (30)




Links patrocinados