« 1 (2) 3 4 »


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida
Colaborador
Membro desde:
8/7/2010 17:36
Mensagens: 568



Parabéns, AliceMay, por este tópico tão interessante e especial.

Dos filmes que me marcaram, tenho muitos, mas vou falar de um em particular. Um filme que Aline, já referenciou, mas vou contar a história por trás dele.

O meu irmão e eu vivíamos numa aldeia longe de tudo, e tudo o que era novidade naquele lugar tinha um impacto enorme nas pessoas, e em nós, não foi exceção. Quando o cinema chegou à aldeia, as projeções eram feitas no edifício junto ao café do Xico Cacholas, na praça central. Não me recordo bem, mas acho que era aos sábados ao final da tarde. Queríamos muito assistir, mas éramos novos demais, no entanto isso não nos impediu de tentar. Espreitávamos pela fresta da porta, mas todas as vezes que o fizemos, fomos apanhados e expulsos do local, o que nos fez desistir. No entanto, ficávamos, bem perto, no banco da praça a imaginar cada filme, a ouvir as melodias, as vozes dos atores, as gargalhadas e os silêncios da plateia. Imaginávamos tantos finais.

Já em adulto, num momento mais delicado da minha vida, em que pensei ter chorado todas as lágrimas possíveis, assisti a um filme chamado "Cinema Paradiso". Foi emocionalmente devastador, misturando-se com a vida e a morte. As lágrimas corriam pelos meus olhos como cascatas, como agora, enquanto escrevo estas palavras…




Criado em: 16/2 1:59
_________________
“Acredito que o céu pode ser realidade, mas levarei flores para o pai - Erotides ”
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida p/ agniceu
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 157
Olá, agniceu.

Mas que testemunho. Muito obrigada por partilhar esse seu momento connosco. O nosso íntimo é cheio de emoções quentes e frias, que ora se revelam, ora se revoltam.
Recordar assim, como fez, é viver de novo tudo aquilo com a "agravante" de se conhecer o que se lhe seguiu. Na altura em que o vivemos pela primeira vez, até parece inócuo e sem significado pelo esforço que fazemos, ou para tornar o tempo menos difícil ou para aproveitar os minutos mais deliciosos.

Eu própria disse à Aline que era um dos meus filmes preferidos. Ouvi falar dele em circunstâncias especiais. E vi-o em circunstâncias especiais. Os meus olhos tornaram-se fontes de água redonda, que romperam o caminho e que, ainda hoje, o ameaçam fazer se apenas ouvisse o filme, como convosco em crianças.

Por isso, não vou sequer arriscar. O filme é belo, lindo, cheio de emoções fortes. É difícil de ver porque a, dada altura, e depois de exultarmos de alegria, vem um "temporal" que nos leva para longe. E logo as saudades aparecem. E logo as águas, as fontes, a tristeza...

No filme, como na vida.

Obrigada, agniceu, mais uma vez. Por favor, não fique por aqui e continue a dar-nos o privilégio de ler o que escreve, e de reviver estas memórias consigo.

Abraço Maya.

Criado em: 16/2 9:07
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida
Administrador
Membro desde:
15/2/2007 12:46
De Porto
Mensagens: 3594
olá

sem dúvida que as histórias que estão por trás das narrativas dos filmes, fazem com sejam os filmes da nossas vidas.
" o cinema paraìso" como aqui já foi dito é uma grande filmaço, depois de se o ver, jamais a vida será igual. sim, é também um dos meus filmes marcantes. pela história, pela trilha sonora do grande compositor Ennio Morricone e interpretação de Dulce Pontes, voz que eu considero como uma das melhores vozes do mundo. lembro que devorei compulsivamente o album "Focus" até romper o cd. o filme e a música ajudaram.me a perceber o quanto "a vida é bela"

" a vida é bela"

é igualmente um filme que marcou a minha vida. consegue contagiar de tal forma a beleza simples, inocência, amor num cenário de um campo de concentração nazi em itália que apesar das atrocidades o pai Guido(pelo fabuloso Roberto Benigni) faz acreditar ao seu filho Guiosé que tudo nâo passa de uma grande brincadeira.

um hino à vida

atenciosamente
HC






Criado em: 17/2 10:45
_________________
" An ye harm none, do what ye will "
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida

Membro desde:
2/4/2012 17:15
De Brasília- Brasil
Mensagens: 596



Se pensarmos em um filme repleto de delicadezas e adicionarmos a singularidade das produções francesas, voilà, temos: "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain". Um filme atemporal em sua essência, dirigido pela mente criativa do cineasta francês Jean-Pierre Jeunet.
A trama acompanha a personagem principal, Amélie Poulain, interpretada por Audrey Tautou, durante um período em que ela busca desesperadamente por um sentido para a vida. Constantemente à procura de amor, Amélie é uma personagem apaixonante, com imaginação extraordinária, amor puro pela vida e um desejo profundo de ajudar quem está à sua volta.
Um filme que não apresenta vilões ou heróis, muito menos personagens perfeitos, mas sim seres humanos com o que há de mais interessante em seus pequenos gestos de loucura. Sobretudo, esse filme ressalta a importância de aproveitar os prazeres simples da vida.
Em tempos difíceis para os sonhadores, Amélie é um escapismo delicado e delicioso. Com uma trilha sonora que emociona (uma das minhas favoritas), com músicas do excepcional compositor Yann Tiersen.
Alguém mais experimentou mergulhar as mãos em um saco de sementes? Eu achei maravilhoso.

Criado em: 20/2 0:42
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida - Nº 2
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 157
Olá.

Para a Aline: que escolha maravilhosa! Vi esse filme há tanto tempo e lembro-me que adorei. E talvez tenha conhecido Yann Tiersen aí. Que, como tu, adoro.
Ótima escolha. Adorei, Aline. A seguir ao Cinema Paraíso... Podes continuar, por favor!

O filme que eu hoje seleciono é do realizador da série Twin Peaks: David Lynch. A série foi um sucesso em Portugal. Eu vi-a sozinha em casa e, como dava muito tarde para a minha idade, via-a no escuro. E tinha medo. Mas não me impedia de ver aquela loucura dourada de louca!

David Lynch fez muitos filmes que me marcaram. Eraserhead foi o que mais marcou a minha vida, a minha cabeça (pois...).

Mas o que trago é O Homem Elefante. Uma história verídica, com Anthony Hopkins no elenco e John Hurt, e uma banda sonora de excelência (com o Adagio for Strings de Barber). Triste!!! A Beleza e a Tristeza, como um livro de Y. Kawabata (um dia falarei nele). Se não viram, e forem ver, preparem-se. Vale mesmo a pena.
E divirtam-se.

Maya



Criado em: 20/2 22:38
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida - Nº 3 - Este tópico pede resposta
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 157
Olá a todos.

Sir Alfred Hitchcock

Um realizador de que toda a gente já ouviu falar e que tem muitos filmes conhecidos vossos, de certeza.
Psico, Janela Indiscreta, Vertigo (considerado algumas vezes, o melhor filme de todos os tempos), Chamada para a Morte, Rebecca, O Desconhecido do Norte-Expresso, O Homem que sabia demais, Ladrão de Casaca, Os 39 Degraus, Sob o Signo de Capricórnio, A Casa Encantada, etc.
A maioria destes filmes adaptações de livros ou contos de escritores conceituados.
Há alguns (muitos ) anos dava, na RTP2, um programa dele - Alfred Hitchcock Apresenta - que eu via, embora a figura do homem me assustasse logo. Começava sempre do mesmo modo e com o seu rosto de perfil, inigualável. Vinha ele depois falar do que se iria ver a seguir. Tenho ideia de ser ainda a preto e branco; pelo menos, o genérico era.
Pelo que li, o homem era um pouco “asqueroso” porque fazia de tudo para que os seus filmes saíssem conforme ele queria. Isso implicava filmar várias vezes a mesma cena, com ferimentos para as atrizes principais; como aconteceu em Psico, cuja atriz principal, a dada altura, gritava de medo mas já não como atriz.

E como aconteceu no filme que vos trago, um dos meus preferidos dele: Os Pássaros.
A atriz que gravou o filme ficou seriamente ferida no final porque o que se gravou foi o que estava a acontecer, de facto. Jurou nunca mais trabalhar com Hitchcock. E isso que interessava se ele tinha os melhores atores e atrizes nos seus filmes. Incluindo Grace Kelly, futura princesa do Mónaco.

E agora eu queria muito que participassem deste tópico e dissessem se já viram algum filme dele e se gostaram. Se quiserem podem apenas colocar o nome do filme ou o thriller.
Ficaria muito grata com a V. participação.


Enjoy

Abraço Maya!



Criado em: 22/2 11:52
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Hitchcock p/ AliceMaya
Administrador
Membro desde:
2/10/2021 14:11
Mensagens: 422
.
Olá, Alice.

Contactei pela primeira vez com Hitchcock como tu, com a série que, sim, era a preto e branco e que começava com a "Marcha fúnebre para uma marioneta", do compositor novecentista Charles Gounod. Depois aparecia a silhueta do nosso homem, que nos vem cumprimentar com o sotaque mais britânico que poderemos imaginar.

Mais tarde, foi com João Bénard da Costa que aprendi um pouco mais sobre este realizador.
Este grande cinéfilo português tinha um programa na RTP2 em que selecionava vários filmes de um realizador e comentava-os no final. Eu adorava os ciclos que fazia e foi com ele que conheci melhor cineastas como Ingmar Bergman, Roman Polanski ou Alfred Hitchcock.

Está na hora de rever os filmes de Hitch e o primeiro será, quase de certeza, "A Casa Encantada" (Spellbound, no original). Lembro-me vagamente de Bénard da Costa falar na importância do inconsciente (há uma sequência com a colaboração de Dali), bem como da iluminação neste filme. Dois elementos que me têm vindo a interessar cada vez mais no cinema em geral (e também na poesia).

Criado em: 22/2 22:14
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida para AliceMaya

Membro desde:
6/11/2007 15:11
Mensagens: 1935
Olá Alice,

Esse realizador fez da qualidade e da inovação no suspense imagem de marca.
Também me lembro da RTP2 passar os seus programas que apresentava com um ar rubicundo.
Hoje em dia quando vejo um bando, ainda me vem à memória o pavor dos Pássaros.
Por pouco, desenvolvi uma fobia... lol

Mas A janela indiscreta é também um clássico.

Não sou um erudito que conhece toda a sua obra, e falta-me se calhar explorá-lo nesta fase.

Abraço

Criado em: 23/2 7:20
_________________
Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra, não respondo.
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Hitchcock p/ AliceMaya p/ benjamim
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 157
Olá, benjamim.

Muito obrigada pela tua preciosa colaboração.
É incrível recordar estas memórias que nos marcaram tanto. A mim, pelo menos.

Lembro-me do filme que falas porque sei que gostei muito. Pena é não saber porquê . Acontece-me muito ver os filmes e depois esquecê-los. Também não se pode guardar tudo, certo?

João Bénard da Costa, sim. Ex-diretor da Cinemateca, um homem que sabia imenso de cinema e que também ouvi muitas vezes.

Ingmar Bergman é um realizador que hei de trazer aqui, já que tem filmes impressionantes pela cor, pelo argumento, pelas interpretações, enfim.


Tudo de bom.
Abraço Maya!

Criado em: 25/2 5:10
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida para AliceMaya p/ Rogério Beça
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 157
Olá, Rogério.

Muito obrigada pela tua participação.
Concordo, ele era, de facto, assim . O medo começava logo ali, no genérico.

Gostei muito de Os Pássaros, mas consegui não desenvolver nenhuma fobia, nem particular aversão às aves.
Em relação à Janela Indiscreta, é outro clássico a rever.
E se não viste mais filmes dele, podes começar pelo mais famoso: o Psycho. Isto se aguentares filmes de terror.
A seguir, ou antes, como entenderes, o Vertigo. Este filme é uma referência, não apenas do cinema de Hitch (como lhe chama abaixo o benjamim), mas do cinema em geral até aos nossos dias.
Na página do IMDb encontras muita informação sobre todos os seus filmes.


Tudo de bom.
Abraço Maya!


Criado em: 25/2 5:23
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados