« 1 2 (3) 4 »


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida - Nº 4
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 153
Olá.

O Piano é um filme de 1993, com música de Michael Nyman, com Harvey Keitel e Holly Hunter nos papéis principais, da realizadora neozelandeza Jane Campion.
Diria que se nunca tivessem ouvido a Banda Sonora (magistral!), haveriam de começar pelas seguintes músicas:

The Heart Asks Pleasure First
Lost and Found
The Sacrifice
The Scent of Love


Ouvi tanto Michael Nyman e já não ouvia há tanto tempo que, ouvindo-o agora, faz-me sorrir de felicidade pelas memórias que me traz e que tenho e que terei sempre.

Vou fazer uma pequena batota e pôr o trailer do filme e uma das músicas mais belas que já se fez; tanto, tanto que até arrepia.


Espero que gostem tanto quanto eu.
Maya!


Criado em: 26/2 5:15
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida

Membro desde:
2/4/2012 17:15
De Brasília- Brasil
Mensagens: 591


"Cisne Negro", dirigido por Darren Aronofsky, é um filme que me fascinou desde a primeira vez que o assisti. A história de Nina Sayers, uma bailarina obcecada pela perfeição, é um conto de fadas sombrio e visceral que te prende do início ao fim.
Natalie Portman entrega uma performance memorável como Nina. Sua transformação física e mental é impressionante, capturando perfeitamente a fragilidade e obsessão da personagem.
Vincent Cassel também se destaca como o diretor Thomas Leroy, um homem cruel e manipulador.
Aronofsky cria uma atmosfera claustrofóbica e onírica que contribui para o clima de suspense e paranoia do filme. A fotografia é belíssima, e a trilha sonora composta por Clint Mansell é hipnotizante. Cada nota musical enriquece a intensidade e aprofundamento emocional da trama.
"Cisne Negro" explora temas como a busca pela perfeição, a pressão social, a dualidade da natureza humana e o sacrifício. O filme não oferece respostas fáceis, não te deixa indiferente, e te faz ficar pensando muito tempo depois de assisti-lo,
Intenso, perturbador e visualmente deslumbrante.

Criado em: 27/2 2:01
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida

Membro desde:
6/11/2007 15:11
Mensagens: 1925
Assino em baixo.
Belo e perturbador.
Deu poema.

Obrigado pela partilha

Criado em: 27/2 18:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida p/ Aline Lima
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 153
Querida Aline:

Que ótima escolha! Adorei, adorei este filme.
Como abaixo dizes, é protagonizado por Natalie Portman e realizado por Darren Aronofsky. Estes dois, só por si, fariam o filme. Mas o guarda-roupa, a maquilhagem, a fotografia, as coreografias, os dilemas, o sofrimento que se acolhe por uma ambição, só engrandecem ainda mais o filme.
Nunca mais esqueço aqueles pés de bailarina, depois de descalçados os sapatos de ponta.
Natalie Portman não erra. E faz de Cisne Negro como mais ninguém faria. É uma das atrizes contemporâneas que mais gosto de ver atuar. Seleciona muito bem os filmes onde entra. O meu preferido dela, juntamente com este, será o Closer (2004), de Mike Nichols.
Uma curiosidade já agora: Natalie Portman conheceu o atual marido nas rodagens deste filme; era o coreógrafo, com quem chegou a contracenar numa ou outra cena.
Em relação ao realizador, bem, aqui temos tanto por onde escolher. O homem é um portento!
Dos filmes que realizou eu escolheria, de novo, Cisne Negro e o Requiem for a Dream (2000) (que está no meu Top 20 ).
De referir também que foi este realizador que “ressuscitou” Mickey Rourke no The Wrestler (2008) e com ele ganhou o Óscar de Melhor Ator (o filme vale bem a pena).

Que bom, Aline, teres escolhido este filme. São estes, “os que nos dão murros na cara” como eu dizia no outro dia, que vale a pena ver.

Abraço.
Maya.

Criado em: 29/2 1:58
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida - Nº 5
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 153
Olá.

Aproveitando a deixa da Aline Lima, e do meu comentário acerca do excelente filme escolhido, coloco aqui o trailer do outro que referi do mesmo realizador: Requiem for a Dream.
Se puderem, vejam.
Mas preparem-se: é um filme intenso! E recomenda-se.

Enjoy

Maya.


Criado em: 29/2 3:20
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida
Administrador
Membro desde:
15/2/2007 12:46
De Porto
Mensagens: 3585
olá

um fds que promete chuva e frio, em Portugal, convida ir ao cinema no sofá com a mantinha, sem ou com pipocas. caso estejam em outras paragens mais quentes, um leque e uma bebida bem geladinha e tudo a postos.

minha proposta, é " A Rapariga Dinamarquesa ", um filme inspirado no livro de David Ebershoff, conta a história de lili Elbe e Gerda, centrada por conflitos internos e externos da realidade trans nos finais do sec. XXI e início do sec. XX, com dois atores que não precisam de apresentações: Eddie Redmayne e Alicia Vikander. e mais não digo, vejam ou revejam, vale mesmo apena.

atenciosamente
HC



Criado em: 2/3 12:28
_________________
" An ye harm none, do what ye will "
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida
Administrador
Membro desde:
2/10/2021 14:11
Mensagens: 420
.
Por que razão haveríamos de ver um filme que nos deixa desconfortáveis?

É verdade que o cinema pode ser muito compensador como forma de evasão, mas também precisamos dele como provocação disruptiva, que nos leve a lugares e a situações de que temos receio e com que preferíamos não ter de lidar. Viver outras vidas, sim, mas nem sempre douradas pela fotografia perfeita e pela bela banda sonora.

Desse ponto de vista, um filme como "Uma mulher sob influência", de John Cassavetes, continua a valer bem a pena, numa altura em que se comemoram 50 anos da sua estreia.

Um filme com uma atriz que faz parte do melhor que o cinema norte-americano nos deu (Gena Rowlands), a representar uma figura que oscila entre a mais bela pureza e o grotesco mais constrangedor. Os espaços onde se movimenta e as personagens com quem convive tornam o ambiente ainda mais perturbador, até porque facilmente nos colocamos nesse lugar e sentimos como verdade aquilo que vivem os atores.

Digo "vivem" porque estamos perante técnicas de encenação que procuram muito mais o realismo das situações representadas do que a perfeição formal dos enquadramentos ou da iluminação. Para isso, Cassavetes recorreu a atores não profissionais, incluindo amigos e a própria família, para contar esta história.

Acho particularmente curioso o facto de Cassavetes ser um ator conhecido do cinema mainstream de Hollywood (fez parte dos famosos "Doze Indomáveis Patifes") e usar os seus honorários para criar filmes nos antípodas do que os grandes estúdios faziam.

Recentemente, a RTP2 apresentou um ciclo de filmes de John Cassavetes, que ainda estão disponíveis na RTP Play, incluindo "A Woman Under the Influence".


Criado em: 2/3 13:17
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida Nº 6
Super Participativo
Membro desde:
2/2 22:23
Mensagens: 153
O filme Nº 6 é de um realizador austríaco Michael Haneke: AMOUR (2012). Ganhou o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, outros prémios de relevo e seduziu a crítica internacional.
O filme é falado em francês, e é sobre um casal já idoso, reformados ambos, músicos de profissão. E a sua filha, Isabelle Huppert (atriz que entra em muitos dos filmes de Haneke, tal como Juliette Binoche), que vive fora e está longe do casal, seus pais.

Este filme é sobre a própria vida, o seu fim, como encaramos o fim, como queremos o fim e, essencialmente, sobre o amor como indica o título.
Digo-vos que o filme merece todas as distinções que teve! A interpretação é perfeita! Os diálogos fascinantes. E toda a envolvente, com a música e os silêncios, e a doença e a velhice é cruel às vezes, dura de ver, mas incrível, extraordinária.
No final, só apetece chorar: de tristeza, de alegria, de agrado e desagrado, de comoção, e libertamos aquilo que durante o filme foi-se alojando na nossa garganta e que foi impossível engolir.
Portanto, AMOUR. O trailer está abaixo.

Quem costuma ler as minhas escolhas, sabe que falo também dos realizadores. E este, Michael Haneke, tem muitos filmes muito, muito bons. Todos difíceis. Todos com nó na garganta, alguns aflitivos. Mas o cinema não são só finais felizes e carros em velocidades furiosas. O cinema serve para nos fazer sentir! Pensar! Conversar! Aprender.

Haneke ficou famoso com a adaptação ao cinema do livro de Elfriede Jelinek, A Pianista (2001). Não aconselho a pessoas sensíveis, tal como o Funny Games (1997), mais tarde com remake americano (2007), igualmente inquietante, diria. E porquê? Porque foi também M. Haneke que o dirigiu, só que desta vez com atores conhecidos (Naomi Watts, Michael Pitt...)

O Laço Branco (2009) é outro filme dele que vale muito a pena, bem como o de 2017, Happy End.

Haneke pode não parecer um realizador fácil, de início. Mas vos garanto que este AMOUR é de uma delicadeza tal que ninguém lhe fica indiferente.

Maya.


Criado em: 24/3 9:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida
Administrador
Membro desde:
15/2/2007 12:46
De Porto
Mensagens: 3585
olá

" vi.me a ouvir" vezes sem conta , a banda sonora do filme que hoje vos quero falar " Clockwork/ Laranja Mecânica ". as músicas que fazem parte (Beethoven ) com sintetizadores por Wendy Carlos, dão por si uma sonoridade bem avançado para a época em que o filme foi produzido (1971) , inspirado no romance de Anthony Burgess (1962).
trata.se de um filme de ficção ciêntifica distópico, cuja delinquência juvenil e mêtodos perturbadores , como o Mêtodo Ludovico é utilizado como terapia,reabilitação, mêtodo este que consiste pela aversão de imagens consequtivas de violência. é um filme poderoso, referênciado na psicologia e polémico.
em 2020 , considerado filme de preservação , entrou para " Nacional Film Resgistry- E.U.A." por interesse para humanidade, quer pelo conteúdo , quer pelas tecnìcas cinamatográficas.

vejam e façam vossa justiça

atenciosamente
HC

Criado em: 26/3 12:58
_________________
" An ye harm none, do what ye will "
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: CINEMA - Os filmes da minha vida

Membro desde:
3/9/2012 2:38
Mensagens: 18154
Maya
Boa noite! Esse tópico me lembra alguém. Amo a sétima arte! Prefiro dramas e comédias românticas, mas gosto de filmes de suspense, aventura, terror e até policial. Animação e ação apenas raras exceções! O paciente inglês, a vida é bela e cisne negro estão na minha lista, são filmes belíssimos. Acrescento o diário de Anne Frank.

Criado em: 5/4 0:19
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados