https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Não sei a resposta

 

Open in new window














Porque me atenho a essa louca prosa
Das noites negras de silêncio entrecortado
Quando em quando por um barulho de jato

Porque me atenho a escrever do trágico que sou
No dia que perdi, querendo recuperar na noite
Perdendo muito mais que isso nesta vigília

Porque me atenho sonâmbulo no mundo escondido
Escondendo a face do sol que não sai agora
Procurando a luz de uma estrela que no céu nem miro...

Porque me atenho agitado a aprender
O que meus ouvidos estourados de ouvir negam
E meu corpo pede basta, chega de mentira.

Porque me atenho a olhar-te vida
Mesmo sabendo que passaste como um cometa
E não mais verei tua luz ...

AjAraújo, o poeta humanista, escrito em 1974.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
582
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.