https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Poente e nascente nunca se repetem!

 
Tags:  AjAraujo    poeta humanista  
 
Open in new window


A tarde lentamente se põe
E entre versos mesclados
a mar, abstração e fantasia,

Componho o momento
em suaves notas musicais
como as ondas na arrebentação

Este verso que escorre
É como água a jorrar na fonte
É como lágrima a rolar da fronte

Esta rima que se lança
É como a brisa que passa
É como a tarde que o sol acalenta

Essa melancolia anuncia a tristeza
É como se ter a certeza
De um nunca mais...

"Viva o teu dia como se fosse único,
a beleza de cada nascente e a transcendência
de cada poente nunca se repetem."


AjAraújo, o poeta humanista, escrito em dezembro de 1979.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1340
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.