https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Luz de candeeiro...

 
Sabes, porque faço poemas para ti?
E na distância de teus olhos,
a lançar raios de palavras,
que fluem de meus dedos trêmulos
e luzem na tinta que corre nas folhas...

Sabes, porque faço poemas para ti?
E na noite de chuva,
a mirar as gotas no vidro,
que irrigam a solidão de meu campo,
e brotam a tua ausência na colheita..

Sabes, porque faço poemas para ti?
E na suave melodia,
a arrancar as notas preferidas
"Lone, lone looking sky,
lone, lone looking night."
que ouço na tua voz distante,
e as gotas têm vida lá fora...

Sabes, porque faço poemas para ti?
É que acende a chama da paixão no peito,
é que agita a saudade no coração partido
é que tua silhueta surge na luz do candeeiro...

AjAraújo, o poeta humanista, escrito em 1981, lembrando a música tema de Jonathan Livingston Seagull (Fernão Capelo Gaivota), de Neil Diamond.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1117
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 08/03/2010 12:16  Atualizado: 08/03/2010 12:16
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: Luz de candeeiro...
Sentido e sensivel.
Muito bonito.
Abraço
Antonieta