https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A Ponte

 
Às vezes me entristeço e cismo
Que entre nós há um abismo
Aquieto-me à beira do precipício
E tento com poesia e lirismo
Fazer do amar um artifício
Por que me parece tão difícil,
alcançar a luz do seu olhar?
Te desejo desde o início
O sentimento é o sacrifício
A dor que tenho que suportar

Te sinto muito além do horizonte
Entre estrelas brilhantes no céu
Então me derramo, palavras no papel
E busco da poesia a mágica fonte
Que te refaz doce feito mel
Sou um sonho, risonho carrossel
Fazendo do desejo a minha ponte



 
Autor
EDILFRANCI
 
Texto
Data
Leituras
651
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/07/2010 22:22  Atualizado: 06/07/2010 22:22
 Re: A Ponte
Muito belo este poema. Que a ponte dos sentimentos seja a passagem segura de todos os sonhos.


Beijo azul

Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 06/07/2010 22:55  Atualizado: 06/07/2010 22:55
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9300
 Re: A Ponte
Poeta Edil!

Que a sua poesia realmente seja a sua ponte.
Que enfim encontre esse amor que tanto busca.
Bjo no seu ♥
♫Carol

Enviado por Tópico
Eco
Publicado: 06/07/2010 23:21  Atualizado: 06/07/2010 23:21
Participativo
Usuário desde: 23/06/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 20
 Re: A Ponte
Lindo traduzir do amor, Edil.
Um beijo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/07/2010 00:53  Atualizado: 07/07/2010 00:53
 Re: A Ponte
Meu amigo.

Tão grandioso, tão sentido. Que remate maravilhoso.

Obriga Edil, pela partilha.

Rosangela

Enviado por Tópico
CLEIDEYAMAMOTO
Publicado: 07/07/2010 22:30  Atualizado: 07/07/2010 22:30
Da casa!
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade: Pindamonhangaba-SP-Brasil
Mensagens: 226
 Re: A Ponte
E que essa ponte seja forte tanto quanto o teu desejo e esse risonho carrossel sempre te embale com lindos sonho.

Como é bom passar por aqui e ler tão lindas poesia, Edil.

beijo, querido poeta