https://www.poetris.com/
 
Mensagens : 

Marie

 
Tags:  gotico    suicídio  
 
Marie
 
E então, pousou a caneta de tinta permanente que lhe tido sido oferecida no aniversário...
Aquelas, tinham sido as 3 horas mais compridas da sua vida.
Marie, tinha apenas 15 anos, mas sabia muito dos males que existem. Quando tinha apenas 4 anos, perdera a mãe... Mal se lembrava dela... O pai... Qual pai? Aquele homem com quem vivia sozinha há 11 anos? Aquele que sempre a ignorara?
Agora, era finalmente o fim. O fim de todo o sofrimento, de toda a mágoa, de tudo!
Naquelas 3 horas, Marie tinha escoado a sua alma e tudo o que sentia para o papel amarelado...

"Mundo, de ti, despeço-me. Não aguento tudo o que me remói por dentro. A amálgama de sentimentos que tenho vindo a acumular irá ser por fim um suspiro de alívio. Não sei se alguém irá sentir a minha falta, ou se alguém irá pelo menos lembrar-me, mas essas dúvidas, apenas me dão mais coragem para partir. Sei que quando partir, talvez encontre a minha mãe. Ou talvez não. Talvez apodreça aqui, debruçada sobre esta secretária, já que ninguém se há-de lembrar de mim.
Nos 15 anos que vivi, percebi que a vida não é assim tão bela, e porquê continuar a viver, se posso exsudar-me para um sítio onde esteja mais dormente? A efémera beleza do meu reflexo, nunca mais será vista, pelos meus olhos, e agradeço por isso.
Lembro-me de sorrir, quando a minha mãe me penteava os cabelos e me cantava canções de embalar. Mas depois, tudo escureceu, e eu fiquei assim, sozinha. Vivendo na mesma casa que um homem que me ignora.
Agora, despeço-me, mas sei que não o faço por mim, faço-o para que aquele homem que se diz meu pai e que deambula pelos corredores, nunca mais tenha de virar a cara quando passo.

"A arte da vida é fazer da vida uma obra de arte.", disse Gandhi, mas eu digo,
"A arte da vida, é pintar o quadro da nossa morte." "


E assim, Marie, pegou na faca que tinha trazido da cozinha, e voou, ao suspirar de alívio.



Segunda Parte:
http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=144778


A poesia é a alma, a alma, somos nós, por conseguinte, nós somos poesia...

Imagem: google imagens

Bem, hoje estava a sentir-me um pouco gótica (rsrs) e decidi escrever a carta de suicídio de Marie, uma adolescente de 15 anos.

P.S. - Todos os factos mencionados nesta história
são fictícios.
Qualquer parecença com a realidade é pura
coincidência.
 
Autor
Inspiração_Estelar
 
Texto
Data
Leituras
913
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
5
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SerafimdosSantos
Publicado: 02/08/2010 22:48  Atualizado: 02/08/2010 22:48
Super Participativo
Usuário desde: 04/07/2010
Localidade: Brasil.
Mensagens: 119
 Re: Marie
Muito, muito, muito bom... Parabens!!! =D


Enviado por Tópico
SerafimdosSantos
Publicado: 02/08/2010 22:49  Atualizado: 02/08/2010 22:49
Super Participativo
Usuário desde: 04/07/2010
Localidade: Brasil.
Mensagens: 119
 Re: Marie
E sugiro a minha amiga inspiração, Marie merece um romance só seu.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2010 23:09  Atualizado: 02/08/2010 23:09
 Re: Marie
sem delongas, concordo com o que propôs o poeta Serafim (um romance, tendo este texto como preâmbulo). Parabéns!

um beijo e afetuoao abraço, poetisa.

zésilveira