https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

NÃO QUERO A VIDA DE UM CINEMA MUDO.

 
NÃO QUERO A VIDA DE UM CINEMA MUDO.
 
Não quero a vida de um cinema mudo...

E se o mundo fosse como um filme do cinema mudo?
Se só estivesse em preto e branco, tudo que víamos...
Se nada de palavras existissem.
Apenas acordes de um piano tocando insistentemente, as mesmas músicas:
Rápidas, na maioria das ações,
Chorosas, nas cenas de tristeza,
E bonita, no momento da alegria.
Mas sempre, as mesmas melodias...
***************************
Se assim fosse, não teria nenhuma graça!
A graça que tem na vida, é justamente as diferenças...
As cores variadas que vemos todos os dias,
As vozes na multidão,
Um soar, de toques múltiplos, nas canções
As pessoas vestindo-se de formas diferentes,
Cada qual a sua maneira, seu estilo, sua personalidade...
E não um chapéu coco, um terno preto e um bigode pela metade.
Mas sim, a nossa atual diversidade...
****************************

Não quero a vida de um cinema mudo!

Fátima Abreu
 
Autor
FátimaAbreu
 
Texto
Data
Leituras
1604
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 05/10/2011 14:04  Atualizado: 05/10/2011 14:04
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 8488
 Re: NÃO QUERO A VIDA DE UM CINEMA MUDO.
Bom dia Fátima,mesmo na época do cinema mudo, a natureza já nos ofertava suas adversidades, nas flores, arbustos, e na fauna, mas o colorido das imagens geradas pelo homem também aquecem os nossos sentidos, parabens pelo seu exímio poema, MJ.