https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sem Azia

 

Corpos esfregam-se
nas ruas e arenas
da Grécia antiga

Os olhos
espelham
o mar

o peito
o brilho
do dia

dentro
e fora

a alma
passa
vazia

solta-se
a ferrugem
das chaves
do tempo

iluminam-se
as máscaras
de papel
e bronze

alguns homens ainda
dormem sem lágrimas,
sem tédio e azia.


O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
572
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 12/12/2013 17:41  Atualizado: 12/12/2013 17:41
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: Sem Azia
Há momentos na leitura deste texto que encerram uma beleza que não está ao alcance de todos
"Os olhos
espelham
o mar",
ou
"a alma
passa
vazia"
ou
"alguns homens ainda
dormem sem lágrimas". Parabéns. Obrigado.

Agradeço-te