https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Angustia

 
Tudo o que toco destruo.
Tudo o que amo, perco eu magoo.
Nada do que faço e certo.
Até o ar que respiro eu poluo.
Viver assim para quê?
Se o mundo terminasse hoje...
Se terminasse só para mim.
Me sentiria feliz.
Me sinto como uma bactéria,
Um vírus maligno
Que infecta tudo o que toca.
Minha e existência não vale nada.
Sou um peso morto para todos.
Só magoo quem amo.
Não devia sequer existir.
Sou uma ferida para a sociedade.
A sociedade que e o meu circulo
Familiar, de amizades e trabalho.
Não sei como contornar estes
Sentimentos estas angustias.
Tenho de tomar uma decisão,
Um rumo.
Ninguém tem culpa de nada
A não ser eu próprio.
Sou dono da minha vida
Do meu destino
Das minhas decisões.
Por isso só eu devo decidir o que fazer.
Te amo muito, mesmo sabendo
Que não acreditas no amor
Que sinto dentro do meu coração.
Es um anjo que trouxe alegria
E felicidade para mim
Mas que eu só machuco
Não porque eu queira
Mas sim porque tenho uma vida
Uma existência completamente
Virada contra mim.


Telmo Teixeira

 
Autor
TelmoFT
Autor
 
Texto
Data
Leituras
328
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
-2 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.