https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Profecia de uma sina

 
Qual profecia,
numa sina
reerguida, nas lágrimas
em dilúvios tempestivos

…caminhos de pedra
sem olhar para trás…

Os olhares do mundo
não entendem,
o suor no rosto, num olhar
a lampejar,
nem o tempo
que sangra nos pés,
sem descansar...


Ana Coelho
Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente por vagas horas quando as nuvens se encostam ao vento.
Os meus pensamentos são acasos que me chegam em relâmpagos, caem no papel em obediência à mente...

 
Autor
AnaCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
547
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/02/2015 14:59  Atualizado: 11/02/2015 14:59
 Re: Profecia de uma sina
os planetas pouco entendem dos outros e o murmúrio de nós

é sempre um gosto passar cá e ler-te. espero merecer um abraço, sem sina

um abraço