https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Fonética

 
Tags:  poema    poesia    poeta    oitavo caderno da sabedoria  
 
Fonética
 
A fila fala, revela
Família na vala, sem vela
Valores voláteis, fatal
Vale um velório, falido
Fula folia, vivida
Vai viajar ouvindo Vivaldi
Foi festejar
Fez
Um Faquir faminto e uma Vaca farta
Falar o que vale
Feixe de luz
Sossegar o facho
Fivela de ferro na cara com raiva.
FAP!!!
É fatal


Vamos Unir nossos Poderes

Rio de Janeiro, Maio de 2001, Tiago Malta, Oitavo caderno da sabedoria
 
Autor
OTiagoM
Autor
 
Texto
Data
Leituras
291
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
s.i.s
Publicado: 21/01/2016 20:23  Atualizado: 21/01/2016 20:23
Muito Participativo
Usuário desde: 01/12/2015
Localidade: São Paulo
Mensagens: 85
 Re: Fonética
Infelizmente...
se faz
fatal
falar
em
funerais
falidos
feito
faca
ferindo
faces
famílias
filhos
e
para sempre todos
e muitos corações.
se faz
o fervor
de
falar
a fácil
faceirice
de felizes
faces
futuras
nos
filhos
família
sem
febre
sem
fome
mesmo sendo
na fazenda ou favela.
felicidade
farta
futuro feliz
se faz
na fé.
fácil
assim.