https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

VÊ SE VOLTA PARA MIM AMOR

 
Deixe que eu me acerte
Novamente com o teu coração
Preciso de mais uma chance
Para conquistar você.

Sem você o meu mundo fica
Triste e muito quieto e eu
Às vezes me encontro perdido
Sem rumo apenas caminhando
Sobre pedras e não sobre rosas.

Meu amor a coisas nesta vida
Que antes de tomarmos decisões
Temos que pensar muito
Pois o coração não sabe o
Que esta fazendo neste instante
Pois quando a gente vai embora
Não é brincadeira e briga de amor
Nunca se acaba assim do jeito
Que se acabou neste instante
E o meu coração nunca iras
Esquecer-te meu amor.

Deixe apenas amor que
Acerte dom este teu coração
Para que eu possa ter você
Sempre ao meu lado,
Pois ir embora nunca será
A solução e vai nos fazer infeliz.

Meu amor para que acabar
Com este lindo amor que
Nos dois vivemos e agora
Estamos nos dois sofrendo
Com esta dor no peito junto
A saudade que bate forte
E faz sangrar este coração
Que se ama e agora esta sozinho,
E agora te digo que este meu
Coração nunca mais irás te esquecer.

Marcus Rios
Poeta Iunense - Acadêmico -
Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)
Membro Efetivo da Academia Marataizenses de Letras
Membro Efetivo e Imortal da Academia Iunense de Letras (AIL)


A cada estrela que brilha,
apenas sinto o teu olhar
A me observar com as
Tuas doces palavras de amor
Que toca o meu coração.
Comendador Marcus Rios
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/deed.pt_PT

 
Autor
MarcusRios
 
Texto
Data
Leituras
456
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
1
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
KaiiqueNascimentto
Publicado: 27/06/2016 14:49  Atualizado: 27/06/2016 14:49
Da casa!
Usuário desde: 23/09/2014
Localidade: Francisco Morato - SP
Mensagens: 272
 Re: VÊ SE VOLTA PARA MIM AMOR
Bela poesia composta com lindos versos amigo, adorei a ler e ver a mensagem que nos passa, favoritei sem pensar duas vezes.
Abraços Kaique!