https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Maledicência

 
Tags:  tempo    mentira    eterno    passos    calúnia    difamação  
 
Open in new window

Maledicência


Quando a calunia profanada,
for difundida pelos cantos,
caminhará a tempo eterno,
brotando mares de tantos prantos.

Falso profeta desta palavra,
me visto belo, pela oratória,
colada a água é minha máscara,
minha atitude é probatória.

Somente o tempo é sabedor,
desvenda encantos de minha fala,
se é profano e causa dor,
o "Júri" ouve o que me cala.

O tempo eterno já não dura,
de breve passo chega a verdade
boca doente, recebo a cura,
envenenado por tal maldade.

Foi mentira servida em cálice,
sorvi aos goles por persistir,
Assim pude chegar ao ápice
do gozo ao vê-lo desmentir.


Direitos autorais protegidos
Pela Lei nº. 9.610 de 19/02/1998.

 
Autor
BetoServidio
 
Texto
Data
Leituras
480
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 12/03/2017 22:09  Atualizado: 12/03/2017 22:09
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: Maledicência
A perna sempre finda em osteoporose .

Enviado por Tópico
Angeline
Publicado: 13/03/2017 00:52  Atualizado: 13/03/2017 00:52
Colaborador
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 1295
 Re: Maledicência
Forte teu poema, BetoServidio!
Destaque para :
"Somente o tempo é sabedor,
desvenda encantos de minha fala,
se é profano e causa dor,
o "Júri" ouve o que me cala."
Muito bem construido!
Parabéns
Beijinho meu.
Angeline