https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sobre escrever palavras de duplo sentido

 


Resigno-me aos caprichos da Alma, deixarei as vontades escondidas sob o casaco,
mas, guardarei a imagem da chuva aspergindo pétalas de rosas,
e dos pássaros aguardando o estio para outra revoada nos céus.
Derrotada que estou, sonhos intimistas jamais serão afetados pela maior das tempestades,
a mais longa das viagens nunca tem o dia certo para se iniciar.

Talvez seja tarde demais para fazer qualquer coisa,
além de manter-me nos bastidores
- tarde demais para banhar-me na luz das estrelas
e maliciosamente escrever palavras de duplo sentido
tal ordinária que sou chafurdando na lama de anelos vãos.

Mas, deixa-me abrigar-me nos mínimos espaços,
tantos e tais espaços vazios os há como aqui;
jamais neles vi sequer uma nesga de luz bruxuleante
- dias vazios de anos solitários na intemporalidade ambígua dos pontos finais.


 
Autor
Phalaenopsis
 
Texto
Data
Leituras
760
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 26/05/2017 09:51  Atualizado: 26/05/2017 09:51
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29955
 Re: Sobre escrever palavras de duplo sentido
Muitas vezes as palavras são interpretadas de uma maneira emsentido diferente, onde o escrever que envolvem em sinais um todod