https://www.poetris.com/
Poemas -> Solidão : 

Teatro Em Chamas

 
Tags:  vida    tristeza    reflexão    rimas    depressÃo  
 
Teatro Em Chamas
 
Eu quero continuar neste caminho
Eu prefiro ficar sozinho
Escolho me entregar ao vazio,
A ser comparado com lixo
Você defende a ideia de estar comigo
Mas então por que quando eu choro,
Sou realocado para a ala dos esquecidos?
Em meu coração borbulha o ódio
E foi você quem o acendeu,
Usando meus sentimentos como fósforo.

Comecei a refletir sobre tudo
Se é normal o que eu sinto
Reuni meu amor, em forma de entulho
E hoje ele foi extinto
Se eu te falar que desejo sua felicidade,
Eu vou estar mentindo
Quero que prove da dor e da falsidade
Quero que assista a vida pelo asilo,
Enquanto eu morro em um hospício.

Se você continuar com as mentiras,
Um dia a vida será sua inimiga
Espero que, de amigas,
Só lhe reste as declarações de amor,
Que por mim há muito tempo foram escritas.

Me deixei ser impressionado pelo seu carinho
Mal sabia eu que era apenas passageiro
Que as cortinas acabaram se abrindo
E descobri que você era apenas uma atriz,
Que brincou comigo como se eu fosse um bichinho
O que você pensava quando ligava para mim?
Não sei se devo chorar ou sorrir,
Por ter chegado ao fim
Pois sinto falta das brincadeiras,
Mas também me pego chorando pelas minhas promessas,
Que não serão compridas.

Quero ficar sozinho em meu jardim,
Que está cheio de espinhos
Eu irei dormir aqui,
Olhando para as estrelas, que eram suas
Queimarei as páginas lotadas de versos
E espero que o céu as aceite,
Assim como o meu coração um dia aceitou
Passarei os próximos meses em lamento,
Me sentindo enganado, como um garoto inocente
E, agora escrevo, com lágrimas embaçando minha visão,
Me lembrando dos momentos, que estão sendo consumidos,
Pelo fogo do rancor, do ardo destino,
Que uma peça em mim pregou
Não sei se conseguirei amar
Não sei se confiarei em outra pessoa,
Ou que morrerei só, em um beco de qualquer lugar.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
182
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.