https://www.poetris.com/
Poemas : 

À espera de mim

 
O sol me lambe as feridas antigas e recentes.
O mar me segreda navegações.
Vôos de gaivotas, chegada de andorinhas
Me parece ver ao fundo escrito na linha separadora - esperança.
Entre a espuma e os céus.
Entre o ontem e o hoje.
Entre o eu que se envelhece e o outro renovável nos dias.
A cada desencanto, a cada esforço, a cada virar de página.
Quero navegar em este descanso que a saudade vai intervalar com os afetos.
Me sentei no fim de semana. Em frente ao sonho.
Em frente ao mar da minha ilusão.
Não para observar.
Não para me fustigar.
Não para me esquecer de mim.
Sentei-me à espera de ti.
De tudo o que o sábado traz, para ser feliz.
Sentei-me à espera de mim.

 
Autor
Violante
Autor
 
Texto
Data
Leituras
74
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 09/10/2019 14:53  Atualizado: 09/10/2019 14:53
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29303
 Re: À espera de mim
Uma poesia comovente linda e maravilhosa, plena