https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

Rosinha

 
Tags:  amor    paixão    rimas    romance    Juvenis  
 
Rosinha
 
Como eu gostaria que o vento não soprasse,
E te levasse para longe de mim
Que o tempo parasse e me deixasse sentir
O calor da sua pele, a maciez de seus lábios, que me derretem.

Como eu gostaria que a semana hibernasse,
Para tê-la somente para mim, sem o estresse
Minha vontade era te seduzir com lindas frases,
Abraçá-la como este meu amor que tanto me amolece.

Como seria, se a lua enfim me desse ouvido?
Se as estrelas me guiassem para perto do seu sorriso?
Bela tulipa, que tanto almejo apreciar pela janela,
Meus sonhos, sem pedir, são seus, como as folhas da primavera.

Como a minha imaginação me levou para tão longe?
Perdi, desde o início, o controle sobre os meus planos
Querida, Deus finalmente me acudiu e me trouxe um anjo
Só queria que estivesse aqui, para que eu pudesse recitar em romance.

Com todas as pedras em que caminhamos,
Ainda guardo comigo, intacto, o desejo de dizer que te amo
Não consigo expressar a alegria que sinto quando te encontro
Mas, gostaria apenas de agradecer, por que, apesar de todos esses anos,
Você dominou meu mundo, meu ar, meus sonhos.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
44
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.