Mensagens -> Desilusão : 

Última promessa

 


Quando as lágrimas das nuvens sombrias secarem,
Para deixar aparecer além do tormento,
A frágil claridade no olho do firmamento
Como o arco-íris nascido no ninho das tempestades.

Quando a água cobrirá a terra e os campos,
Afogando em sua tristeza, o traçado da estrada,
Para mudar o passado depois de sua derrota,
Os contornos da decoração, suas risadas e suas canções.

Quando o vento do tempo apagar as linhas,
As arestas, os cantos, pela suavidade das curvas
Onde o silêncio se esgueirar nas cavidades das profundezas,
Para melhor embalar os gritos que, de repente, se resignam.

Simplesmente, com o coração nu, virei livremente
No encontro perdido por tantas eras.
Irei em direção a aquele lugar em suas regiões selvagens
Onde o vento me empurra, sem enfraquecer, vou valentemente.

Ela me espera, lá, como a última promessa,
Aquela que traí, aquela que sabe de mim
Minhas batalhas íntimas, meu sangue e minha fé
E... EU me abraçarei... com toda minha ternura.

Poeta Rosangela Colares


http://rosangelapoemas.blogspot.com/

A PALAVRA É A EXPRESSÃO DA ALMA E A VOZ É O ECO(ROSANGELA COLARES)


 
Autor
Rosangela
Autor
 
Texto
Data
Leituras
323
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.