http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3048
 
Poemas -> Dedicatória : 

Canção de Outono (Mario Quintana)

 
Open in new window

O outono toca realejo
No pátio da minha vida.
Velha canção, sempre a mesma,
Sob a vidraça descida…

Tristeza? Encanto? Desejo?
Como é possível sabê-lo?
Um gozo incerto e dorido
De carícia a contrapelo…

Partir, ó alma, que dizes?
Colher as horas, em suma…
Mas os caminhos do Outono
Vão dar em parte nenhuma!


Mario Quintana, poeta gaúcho, Antologia Poética.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1124
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alice Luconi
Publicado: 26/03/2012 15:17  Atualizado: 26/03/2012 15:17
Colaborador
Usuário desde: 15/10/2010
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 5338
 Re: Canção de Outono (Mario Quintana)
Divina e encantadora esta canção outonal do genial Poeta gaúcho...nosso Quintana. Obrigada por partilhar.

Um abraço


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/03/2012 15:56  Atualizado: 26/03/2012 15:56
 Re: Canção de Outono (Mario Quintana)
canções de Mario Quintana, de quem sou fã... em agradecimento a sua partilha;

"[i]O Poema
essa estranha máscara
mais verdadeira do que a própria face.[/
i]"

Mario Quintana, in 'A cor do invisível', 1989



aquele abraço caRIOca.
zésilveira

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...