http://spumis.pt/
 
Poemas -> Tristeza : 

SOFRIMENTO DA ALMA

 
SOFRIMENTO DA ALMA
Saudade...Que minha alma agita,
que não tem outra dor,que imita,
e que tudo a ela me prende...
Que tanto mal me faz a saude
e não tenho quem me ajude,
a apagar,a chama que se acende...

Na solidão,a pobre alma grita,
tentando se livrar da parasita
mas a ela,nenhum ser atende...
Sem indicío que alguma coisa mude
la vai indo embora,minha juventude,
essa dor,os anticorpos não defende...

Estou implorando por guarita,
ou a ajuda,de algum eremita
por que a saudade,so me ofende...
Quando nosso coração se ilude
não existe quem nos acude,
toda nossa alegria suspende...

A tristeza que em mim habita
e um fogo que devagar crepita
e lágrimas,dos olhos desprende...
Que ainda vai alagar o açude
lágrimas,que evitar não pude,
e muito forte,nunca se rende...

Saudade...Que parece infinita,
loucura,que o coração não evita,
eu peço forças,para um duende...
Pois apesar da minha virtude
a natureza,comigo foi rude,
me deixar,acho que não pretende...

Ilusão,que não cabe na escrita,
saudade,que chamo de maldita,
da fraqueza da alma depende...
Condeno essa sua cruel atitude
me domina,como uma bola de gude,
esse triste bem,que não se vende...
GIL DE OLIVE

 
Autor
gil de olive
 
Texto
Data
Leituras
2283
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
lucia machado
Publicado: 14/11/2007 18:07  Atualizado: 14/11/2007 18:07
Super Participativo
Usuário desde: 19/07/2007
Localidade:
Mensagens: 143
 Re: SOFRIMENTO DA ALMA
Ola, Gil

Adorei este poema...
Identifiquei-me mt com ele
A saudade a eterna dor da alma!

Eu tambem escrevi, sobre esse sentimento de uma forma um pouco diferente, mas que nos leva ao mesmo lado...

Espero que goste
Beijinho e parabens!!

*****

Saudade de ti


Trago no peito a saudade, do teu olhar…
Já não sei andar só pelos caminhos
Mesmo a ausência de ti, me faz lutar…
Contra ventos, tempestades…moinhos

Se não te vejo, imagino-te em busca de mim
Se te vejo…tremo, com a realidade de te perder
Escuto sem te ouvir… e correm os dias assim
E os meus pensamentos! …sensações mistas do querer

Deixo-me ir, onde o vento me leva
Faz da alma, folha perdida, solta pelo ar
Não peço nada a ninguém, só a ela, que me deixe sonhar

E na ponta da espada me deixo morrer…
Que depositas no meu peito? …sinto cheiro de jasmim
Sinto a presença do Poeta, serás tu? Será, que choras por mim?


(Lúcia Machado)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...