https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

CRIEI-ME ASSIM...

 
acordei na solidão do olhar


onde o sangue é puro divertimento


devaneios em sorte dupla


de um alguém que se esquece de respirar


mas onde estás tu!?


vingança de uma noite vaga


vaga de tão simples que não és


ou serás?


serás tu a crise de um beijo!


um beijo parco em sabor


desta sombra que sou eu


eu...


naõ o quero ser


mas sou do meu paladar criador


recrio-me constantemente em palavras


ora absurdas de tão leves


outras pesadas de tão sentidas


criei-me hoje assim...

 
Autor
poeta_vagabundo
 
Texto
Data
Leituras
589
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jomasipe
Publicado: 02/11/2009 09:53  Atualizado: 02/11/2009 09:53
Colaborador
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 1168
 Re: CRIEI-ME ASSIM...
só para dizer que gostei muito deste teu poema,
Abraço,
Joma Sipe

Enviado por Tópico
sandrafuentes
Publicado: 02/11/2009 09:56  Atualizado: 02/11/2009 09:56
Super Participativo
Usuário desde: 22/07/2009
Localidade:
Mensagens: 123
 Re: CRIEI-ME ASSIM...
"recrio-me constantemente em palavras
ora absurdas de tão leves
outras pesadas de tão sentidas"

Privilégio de poeta. Recriar-se sempre através das palavras... leves ou pesadas de acordo com o estado de nossa alma que vive em eterna mutação.

Adorei teu texto.
Parabéns!