https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

POEMA MÓRBIDO

 
POEMA MÓRBIDO


Em noite de céu negro
Eu vejo o vulto da fria morte
Por labirintos de medos
Rondando os caminhos à sorte.

A solidão vive seus limites
A alma se encontra sem norte
E o verso que nasce – morre!
Num corpo sem poema e porte.

Esse silêncio tão profundo
Desmancha-se numa luz forte.
O som da vida retoma o lúdico
E a alvorada leva a noite morte.







http://docesquimeras.blogspot.com/
http://docesquimeras2.blogspot.com/

 
Autor
CLEIDEYAMAMOTO
 
Texto
Data
Leituras
5310
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
12
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 22/06/2010 23:09  Atualizado: 22/06/2010 23:09
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4533
 Re: POEMA MÓRBIDO
Morbido mesmo!

Mas muito bem escrito. Gostei.
Beijinho
Antonieta

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 22/06/2010 23:21  Atualizado: 22/06/2010 23:21
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: POEMA MÓRBIDO
Apreciei o encadeado de ideias originais e a musicalidade do compasso de rimas.
Um poema mórbido mas não tento já que possui um desfecho feliz.
Atrevo-me a sugerir que a forma "em uma" seja seja substituída por "numa".

Aplauso.

Bj

Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 22/06/2010 23:30  Atualizado: 22/06/2010 23:30
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: POEMA MÓRBIDO p/Cleyde
Não o achei mórbido, antes realista.

Soberbo digo!

bj
Eduarda

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 22/06/2010 23:30  Atualizado: 22/06/2010 23:30
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: POEMA MÓRBIDO
...e assim se sucedem as noites e os dias, ciclo vertido entre a morbidez e a euforia, isto é, a vida...belo

bj

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/06/2010 00:15  Atualizado: 23/06/2010 00:22
 Re: POEMA MÓRBIDO
Ola

Um poema realista que nos leva a olhar a morte, como algo que habita a noite e que em qualquer altura a encontraremos...

Beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/06/2010 00:19  Atualizado: 23/06/2010 00:19
 Re: POEMA MÓRBIDO
Um dos melhores poemas desta noite. Fecho com chave de oiro.


Levo comigo


Beijo azul


Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 23/06/2010 02:28  Atualizado: 23/06/2010 02:28
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: POEMA MÓRBIDO
Embora com um tema, digamos morto, a poesia em si foi muito bem montada! Aplaudindo!

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 23/06/2010 02:34  Atualizado: 23/06/2010 02:35
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: POEMA MÓRBIDO
Por acaso, de mórbido até nem achei nada...
Achei-o muito bem escrito, isso é que foi!
E depois, a morte é tão natural como a vida.

Beijo

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 23/06/2010 23:39  Atualizado: 23/06/2010 23:39
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: POEMA MÓRBIDO
morremos e nascemos a cada decisão que tomamos, matamos o que nos atormenta e renascemos em nós os sentimentos grandes, altos e puros.
E é bom ser-mos seres renovaveis, para caminhar-mos num sentido que nos traga paz, felicidade e muito amor.
Gosto e gostarei sempre do sentido acutilante dos teus poemas, mesmo que morbidos.

beijinho amiga querida
Beija-flor

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/07/2010 19:25  Atualizado: 01/07/2010 19:25
 Re: POEMA MÓRBIDO
Um poema mórbido, e tão bem estruturado.
Uma experiência dificil, mas na certeza de um final feliz.

Gostei de te ler, linda poetisa.

Beijos

Rosangela

Enviado por Tópico
ZICO
Publicado: 04/07/2010 21:15  Atualizado: 04/07/2010 21:15
Super Participativo
Usuário desde: 30/05/2010
Localidade: MATO GROSSO/BRASIL
Mensagens: 175
 Re: POEMA MÓRBIDO
Mórbido? Não sei.Penso que a construção da morbidez deva ser revista. A naturalidade do existir e deixar de existir pode ser trabalhada a partir de poesias belas como esta.

Parabéns.