https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tão nós

 
Na chancela deste calor infernal
que me abrasa os sentidos
sou tão tua que de mim pouco sei.
Amanhã chega o inverno.
Acendemos a braseira
ou negligentes, deixamos
que o gelo nos invada?
Se souberes atear o fogo
cada célula minha será carvão
e todos os meus gestos lenha
ávida de ser consumida
pela chama vibrante do teu corpo,
tão meu que não diviso as dermes.


 
Autor
aurelia.coutinho
 
Texto
Data
Leituras
561
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 08/08/2010 15:18  Atualizado: 08/08/2010 15:18
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: Tão nós
Lia,

Que lindo poema de amor inserido no tempo com ardor.
Gostei de ler.

beijo

Varenka


Enviado por Tópico
ViniciusNaves
Publicado: 08/08/2010 16:26  Atualizado: 08/08/2010 16:26
Muito Participativo
Usuário desde: 05/07/2010
Localidade:
Mensagens: 70
 Re: Tão nós p/aurelia.coutinho
Belo poema Lia!!!
Beijos,
V.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/08/2010 13:29  Atualizado: 20/08/2010 13:29
 Re: Tão nós
Lia,teu poema é um encanto onde deixa a sensualidade sobressair cheia de ternura!

Parabéns,amei!

Grata pela visita!

Beijos
Rosa