https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

continua a Ler

 
não esperes de mim
a guilhotina
a tua sina
ou sequer a liberdade oca
que enchemos de palavras vãs

não esperes amanhãs.

não esperes esse eu
esse tu que te domina
que te apouca .

não esperes de mim
nem cerejas
nem romãs.

não esperes de mim o fruto
ou o usufruto do saber

não esperes
Acontecer.

sou só eu todo o luto
de dizer:

não vás.


cruz mendes

 
Autor
Alexis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
773
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
13
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cromeleque
Publicado: 23/08/2010 22:30  Atualizado: 23/08/2010 22:30
Da casa!
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 269
 Re: continua a Ler
não fui. fiquei a ver o acontecer aqui.

cumprimentos


Enviado por Tópico
laroche_l
Publicado: 23/08/2010 22:55  Atualizado: 23/08/2010 22:55
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2010
Localidade:
Mensagens: 706
 Re: continua a Ler
Em silêncio se ouvem as melhores palavras, as que nada pedem, nada esperam, nada sabem e tudo têm porque tudo sentem.


Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 23/08/2010 23:09  Atualizado: 23/08/2010 23:09
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: continua a Ler
Não esperar e, ao mesmo tempo, não ir... Colocas um insinuante paradoxo...

Bj poeta




Enviado por Tópico
AuroraRosado
Publicado: 24/08/2010 02:27  Atualizado: 24/08/2010 02:27
Colaborador
Usuário desde: 18/03/2010
Localidade:
Mensagens: 623
 Re: continua a Ler
Continua a estar, a aceitar-me como sou, nos meus lutos e nos meus risos. Não queiras mais nada por ora. Apenas fica.

(Mais um que me fez pensar
Beijinho)


Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 24/08/2010 09:28  Atualizado: 24/08/2010 09:29
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2204
 Re: continua a Ler para Ti, Alexis
...
alexandra

Nada Faças
Procura-me

O
rumor
das moscas
Na voz e o sol de o ouvir
num lápis
de

u
r
e
i
a




beijo


Enviado por Tópico
apegaua
Publicado: 26/08/2010 10:43  Atualizado: 26/08/2010 10:43
Da casa!
Usuário desde: 27/07/2010
Localidade: Bresil.
Mensagens: 310
 Re: continua a Ler
Queria ir embora.
Mas não existe a porta de saída.
E pedir para ir.
Não consegui.
Acho até se humilhar.
Pois quando entrei.
Pedi licença e a todos cumprimentei.
Então não vejo a necessidade da saída se esconder.
Os pássaros cativos sabem abrir as portas de suas prisões.
Só não o fazem.
Por serem os carcereiros dos seus donos.
Santa mãe faça que a Alexis me entenda.
Pois não sendo um poeta.
Esse é o meu linguajar.
Quanto ao texto eu gostei, para maiores de idade.
Os que entendem de reflexão. Ficar bem.
Apegaua.