https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

que...

 
que a neve solitária
dos meus passos
nunca te esfrie o olhar
que preciso desse brilho
para aquecer os cansaços
que preciso ver aceso
o meu fogo no teu riso
que preciso ver nascer
um raio de sol sem juízo
no horizonte do teu mar.

alexandra cruz mendes


cruz mendes

 
Autor
Alexis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1387
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
4
0
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 02/01/2012 17:03  Atualizado: 02/01/2012 17:03
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: que...
Uma súplica que é também uma doce declaração de um amor forte. Muito belas as imagens que escolheste. Parabéns!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/01/2012 17:16  Atualizado: 02/01/2012 17:21
 Re: que...
Não comento textos meus e raramente comento os de outros aqui. Uma opção que tomei e que me parece muito acertada. Sinto-me bem melhor assim.
Podia no caso presente enviar-te uma mensagem para te dizer aquilo que quero dizer, mas depois achei que fazia sentido dizer bem alto o quanto aprecio a tua escrita.
A meu ver, ela reflecte as constantes leituras que vais fazendo de variados autores, espelha a tua abertura ao mundo das palavras e das ideias.
Conheço a tua aversão a qualquer coisa próxima de editar ou vir a apostar numa «carreira» de escritora. Sei do amor que tens pelas palavras, pela arte.
Daí, que alguém tenha que te falar do imenso talento que tens, e isso Alexandra, é algo que não se aprende, mas que se desenvolve, e acho muito honestamente que já fizeste uma boa parte do caminho.
Acho inevitável que não venhas a publicar um primeiro livro com o melhor que já fizeste. Não tens outro remédio.
Depois disso decides o que fazer da tua escrita, mas acho que é fundamental fazeres isso. É uma opinião, vale o que vale e vais certamente discordar, mas tenho que o dizer porque acredito muito nisso.
A tua mecânica construtiva, a tua engenharia com as palavras, está num patamar elevado. Cultivas muito bem a sonoridade, o rítmo, a mensagem.
Sou teu leitor aqui e noutros lados e devo agradecer-te isso pelas emoções que vais acrescentando aos meus dias iguais.
Recebe um abraço deste teu amigo e afirma-te, porque já não tens escolha.

Enviado por Tópico
Carlos_Val
Publicado: 02/01/2012 21:49  Atualizado: 02/01/2012 21:49
Da casa!
Usuário desde: 11/03/2011
Localidade: Braga a residir em Gaia
Mensagens: 421
 Re: que...
peço desculpa ao amigo Torres mas faço das palavras dele as minhas, parabéns pela singularidade do poema

abraço poético

Val

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 03/01/2012 23:43  Atualizado: 03/01/2012 23:43
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: que...
Sabia que o céu suspira nessa hora?
(o José Torres foi minha voz...)
Menina, desejo para mim mais destes!
(sou egoísta) Um 2012 repleto e pleno
de palavras voando no céu da tua alma.
bjs e obrigada