https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

À MINHA MÃE

 


Maria mãe,

Mulher,

Sorriso rasgado

Jantar preparado

Sofrimento e dor

Num triste passado

Mulher dedicada

Sempre atarefada

De serviço em dia.

A noite já cai,

O medo atormenta

não reages, choras

Gritos comoventes

Perturbam o sono

Dos mais inocentes.

A noite é dia

O sono desperta

Maria mulher,

Só dorme em alerta.

Maria mãe,

Infeliz em dar

Num parto de dor,

Desejado filho

Para o seu senhor.

Frustração em ver

A menina triste.

Sempre em sobressalto

Como viria a ser.

Domingo de festa

Um dia feliz.

Linhos e bordados

Talheres trabalhados,

Pratos bem temperados.

A canja fumega,

Cabritos assados,

Gostos e sabores

De tempos passados.

Na mesa está tudo,

Tudo preparado

Maria servil

Tudo aprimorado.

Doces paladares

Que a infância trás,

Menina com medo

Nunca é capaz,

Nunca é capaz

De ser o que querem,

De fazer igual

Ao que dela esperam



O dia é de festa

O dia é feliz

O fogo crepita

Na lareira e diz

Que o calor humano

É farsa afinal

Depressa se apaga

E volta ao normal.




M. TERESA SÁ CARVALHO




<a href="http://www.estantevirtual.com.br/" target="_blank" /><img src="http://www.estantevirtual.com.br/imag ... v_badge_1_200px.gif" border="0" width="200" height="227" /></a>

 
Autor
teresa
Autor
 
Texto
Data
Leituras
922
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.