https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O natal bate ás portas - LIZALDO VIEIRA

 
O natal bate ás portas - LIZALDO VIEIRA
Tá NA cara dos santos
Na casa
Dos reis
Gordos
... ... E magos
Gente que veste bom e bonito
Povo do gueto
Do barraco
Que veste bonito e barato
Natal de cara feia
Da farta seia
E bonita
Com vivas
Da gento pobre
Da parte rica
Do barraco
E do palácio
Do forte
Tambem do fraco
A diferença tá nos numeros
Nas luzes
Nos enfeites
Na seia
Uns Vâo de peru
Noses
Vinho importado
Outros ficam de galeto congelado
Castanha de caju
Farofa de farinha
Pinga taqueri
Mesmo assim
Na esperança que o cristo ainda é o mesmo
Porque nasceu para todos
Feliz natal ....
Na abundancia da mansão
Mais também no barraco desolado
Pra crianças que brincam e cantam
Sem saber de que lado
Vem o presnete
Barato ou caro
O importante é que todas merecem
A mesma consideração
De um natal de irmão
Na simplicidade do cristo menino
Na manjedoura
Aqui
Acolà
Nos aredores de Ara
De sergipe
E do Brasil sustentável
Sendo que
Um natal pros pequenos
Por alta dose de amor
Será pleno


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
479
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semblante
Publicado: 13/12/2011 18:25  Atualizado: 13/12/2011 18:25
Muito Participativo
Usuário desde: 13/12/2011
Localidade:
Mensagens: 51
 Re: O natal bate ás portas - LIZALDO VIEIRA
Natal é época de milagres. Talvez o surgimento de um grande escritor? Agradeço pelo esplêndido texto.