https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Não sei fazer poema

 
Não sei fazer poema

Quisera eu saber fazer poema
Externar, ainda que sem métrica, todo o meu dilema
Sinto-me feliz agora
Não era assim outrora

Recebi de um homem cativante uma quadra
Mal nos conhecemos e ele foi galante
Escreveu-me algo tão deliciosamente interessante
Presente eterno, que por vezes, tirar-me-á do coração uma pedra

Sim, a loucura! A loucura tem o limite do sonho
Quanto a isso de forma alguma me sobreponho
Quero seguir rumo a uma estrada, mas me perco por nada
Realmente, somos sim, as portas de saída e entrada

Ninféia

Flores

Todas as pessoas deveriam cultivar flores
Rosas brancas, vermelhas bordeaux, copos-de-leite,dentes de leões...
Também as moças velhas que germinam fácil, com pressa de ornar e alegrar corações

Flores nos jardins, nos apartamentos, nas janelas, em quaisquer lugares admissíveis
Flores pra todos os lados...
Flores encantam, dá alegria, renova a alma, torna-nos sensíveis

Flores têm significados e idade
Pureza, beleza inconsciente, vida, felicidade, antepassado
Flores têm aromas, cores, espinhos, leveza, alma e, todas estarão na eternidade

Quero flores hoje, amanhã, todos os dias, ao menos uma
E quando enfim, eu morrer...
Não as coloque sobre mim. Nenhuma

Não entrelacem as minhas mãos
Quero,enfim, sentir-me livre
Todas as amarras ficarão

Não encomendem a minha alma
Isso, só eu posso fazer. E em vida
Já pedi a Deus, que pela sua bondade e graça, me acolha no Paraíso
Passarei pois, a eternidade no Céu

Os que desejarem levem flores e presentêm os que por lá estiverem
Pra alegrar seus corações e levantar o astral
Desejo sim, que me vistam um vestido floral
Calce-me sapatos que combinem. Os mais belos que houverem

Faça-me uma maquiagem suave
Quero me apresentar à terra bem bonita
Assim, quem sabe, ela me seja mais leve e menos faminta

Gostaria ainda, que colocassem um objeto pessoal, um manuscrito, qualquer trem...
Só pra saber, quando a minha ossada, for removida, o que aos vermes não desce bem
Os que desajarem, chorem, não muito, pra que não pareça remorso, sentimento de culpa
E nem tão pouco, para que os outros não pensem que não tive valor em vida


Ninféia
 
Autor
Ninféia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
833
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 12/03/2012 10:28  Atualizado: 12/03/2012 10:28
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29608
 Re: Não sei fazer poema
Um encanto de poema, maravilha

encanto

Enviado por Tópico
Perseus
Publicado: 24/03/2012 05:03  Atualizado: 24/03/2012 05:03
Super Participativo
Usuário desde: 26/03/2011
Localidade: Olinda, Pernambuco
Mensagens: 103
 Re: Não sei fazer poema
Oi Ninféia,

Belo poema. Você leva jeito. Olha, meu nick aqui no luso é Perseus, mas sou eu, Rodolfo.

Adorei o poema.

Continue a escrever. Mil beijos.

Rodolfo