https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Caminho das almas.

 
A imensidão mundana,alegria proclama.
Problemas e tristezas leva a doce brisa.
Em um canto prostrado na lama.
Cansado pela palavra insignificativa.

Falho,se falar convence,perdi o vocábulo.
Repetir e refletir acão inutil.
Atitude infame,neura dissimula,me calo.
Tentativas alucinadas e recuperação futíl.

Sinto forças animos alterados esvaindo.
Perder por não ter alcançado a razão.
O mal vence e me retraio em um canto caido.
Vencido pela mentira do erro,perdição.

Entrego a vida ao destino da redenção.
Jamais deixo a frieza desta corrupção.
Sucumbir sua vida e acabar na solidão.
De uma realidade opcional pra reflexão.

Findar o eu,poder de impunhar sua estrada.
Ficar limitado ao medo e culpa.
Atos impensados que castiga a caminhada.
No alforge escondes alguma desculpa???

Quando sentir,posso me levantar.
O sol ainda estará la fora a brilhar.
Os que já não o conhece a observar.
Onde,em que,queres saber,onde se apoiar.

Eu já não estarei a te chamar.
Para o abrigo quente,o ninho aconchegante.
Estaras a procurar,minha silhueta a te olhar.
Não acharas,entardeceu seja peserverante.

Derrote a culpa,venha garra e fé.
Busque crescimento,devore intectualidade.
O saber,a dgnidade e cultura não está a pé.
Tem harmonia,enlace da imperatividade.

Quando estive no portão a olhar.
O relógio fazia o ciclo a esperar.
Saudade,amargura palavras a calar.
Ficaras com desejo que reprimes de tocar.

As lágrimas queimarão a face sem carinho.
O beijo que não veio,a mão que adormeceu.
Seus problemas solucionaras sozinho.
Descansas quem te velava.
No lindo caminho das almas,desapareceu.

(AnaBitto)


AnaBitto

Escrevi esse poema pensando nas vezes que não conseguimos fazer que as pessoas que amamos ouçam o que dizemos.Não queremos que quem amamos aprendam sofrendo,e talvez não estejamos mais por perto quando precisarem.
 
Autor
AnaMariaMendonçaBito
 
Texto
Data
Leituras
647
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.