https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Saúdo ao santo dai de poesia - LIzaldo Vieira

 
Saúdo ao santo dia de poesia- Lizaldo Vieira
Saudemos a linda manhã
Raios rasgando o véu
No dia a dia
Espantando a neblina
Sacudindo a poeira
Semeando esperança
Em segundo de volta ao mundo
Mais um espetáculo do sol
Que sorridente
Avizinha-se
Quer mais alegria no palco do teatro vital
Ser mais poesia
Transmitir energia
É sempre assim
Quando o astro rei
Levanta-se
Preguiçosamente se esticando
Prossegue
Persegue com ritual de pura arte
Por trás do sopé da serra
Descortinando seres
Que se refazem em esperança
Nas gramíneas e veredas dependuradas
De orvalho
Nas serrações do chapadão
Simplesmente um espanto
Com tanta vida em frenesi
Tudo é lindo!
A manhã cliente abraça grotões
E morros acima
Com imenso sorriso
Intenso brilho
Abrindo o b-a- ba com lições
Ensinamentos
Do mais puro e belo amor
Tudo isso
Nos faz seres vivos
E eternos
Enquanto durar
Que converse eu mesmo com meus botões
Sobre essa magia de parar o coração
É mui bom celebrar
Participar e embriagar-se
Comemorar e compartilhar
Esse sonho de ensinamento
Viver e relembrar
Cada etapa desse chamego de vida
Por todos merecidos
Somos presenteados
Brindando em cada amanhecer
A cada linda manhã que abraça – nos
Com aquele sorrisão largo
Como quem a implorar
Fica comigo
Amo-te
E sei que você me ama
Gosto de tudo que o dia traz
Faz-me muito bem
Essas manhãs sorridentes
As tardes frias ou quentes
Contudo fagueiras
Bem nordestinas
Brasileiras
Depois
Tem aquele silencio noturno
Acalmando o mundo
Convite para rasgar o véu dos cansaços
Gosto dos dopings dos pingos de chuva
Do clarão do relâmpago
Do rasgo nos céus
Pela trovoada
Verdadeiro convite
Ao bom chamego
Debaixo dos lençóis
Fatores de viver o suficiente
Nossa sua linda alquimia
Que me obrigada amar
E despachar qualquer tentativa de arrogância
Ou ciosa similar
Que nossa festa seja bela a eterna
Por caminhos
Um dia quem sabe!
A gente não tem outra coisa a fazer
Senão ouvir os recados
Do tic e tac
Da goteira
Sem se preocupar
Em alhar pelo buraco da fechadura
Se o dia de praia
Nos abandona
Vem sol brilhar
A tornar bonito o teatro da vida
Vem chuva bendita
Fazer mais limpa
Nossa água de beber
Com o acaso
Do por sol
Vem surgindo a tardezinha
Trazendo mais reflexão pra todo freguesia
Que se acotovela
Em rede de caroá
Com muita prosa e parle
Na espreita da noite fagueira
Prontinha pra enamorar
Garanto que é bom
E vale apena
Se deixas levar
Por sagrada benção





Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
494
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 11/06/2019 16:50  Atualizado: 11/06/2019 16:50
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 932
 santo dai
santo dai