Poemas -> Amor : 

Pele

 
Nós fazemos para nós mesmos uma casa de nossos sonhos
Trouxemos conosco esse amor, agora agridoce
E talvez eu poderia dizer agora que eu sempre pensei em você
Como você correu de andar comigo sua vida toda

E eu sei, nos vamos mais profundamente do que pele
Mas o que deita por dentro
Continua mais profundo do que nós sabemos
E por toda essa pantomima,
Você deveria ver o estado que eu estou
Eu não poderia me curar com tempo sozinho
Eu tenho você tatuada em minha pele

Esta casa está cheia de histórias que nós contamos
Esses quartos, o próprio palco onde elas se desenrolaram
Essas paredes, elas sussurram segredos e memórias disso
Mas esta porta não nos guia mais para aquele amor

Mas o que deita por dentro
Continua mais profundo do que nós sabemos

Tudo que eu sempre quis foi te abraçar
O que eu posso fazer agora para fazer novas coisas
Eu não estou tentando te escrever em uma música
Porque você é muito sagrada e eu me sentiria errado
Mas que ironia a vida carrega,
Eu estava finalmente preparado para encontrá-la no meio do caminho
Você se virou e foi embora

E por toda essa pantomima,
Você deveria ver o estado que eu estou
Eu não poderia me curar com tempo sozinho
Eu tenho você tatuada em minha pele

 
Autor
Felipe.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1051
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.