https://www.poetris.com/
 
Textos -> Escolares : 

Eu posso ser alguém na vida, se quizer, se me permitirem!

 
Tags:  crianças    sociedade    políticos  
 
Há muito tempo que não olhava Lisboa como agora.
Senti e vivi emoções como há algum tempo atrás, mas hoje senti o meu coração aqui.
Aqui, onde se lida com tudo e todos, onde hà crianças com fome e riqueza.
Acredito que com determinação é possível ser-se alguém na vida.
Está tudo na nossa cabeça e nas pessoas envolventes...um pouco de sorte também e oportunidades!
Saber agarrar os momentos certos...
Todos temos um lugar na sociedade, podemos escolher um caminho ou fugir dele, deixar que nos influenciam ou escolham por nós, ou simplesmente não conseguir porque está destinado ( para quem acredita no acaso/destino).
A verdade é que uns são mendigos, bandidos, comerciantes, artistas, doutores, diplomatas, etc....
Uns matam-se porque querem, outros morrem porque tinham de morrer, seja de doença, acidente ou velhice.
A vida em certas situações obriga-nos a tomar decisões, por vezes duras e com grandes dificuldades, com opções de escolha que nem sempre é o ideal ou o que gostaríamos mas é uma solução, boa ou má? Eis a questão...
Só o futuro dirá!
Pergunto-me se houvesse iguais oportunidades para todos, se todos seriam bem sucedidos na vida? E que aconteceria á sociedade?
Não teríamos o vendedor de castanhas, o engraxador... Seríamos todos políticos, doutores, engenheiros, arquitectos... Pensaríamos da mesma forma e agir iamos de forma igual, passaríamos a ser tripulantes de um navio porque o mundo não teria espaço para todos de forma igual!
A igualdade é o nascer e morrer.
Todos temos o mesmo direito reservado sem distinção.
Nenhuma criança quando nasce pede para ser pobre ou passar fome... Pedíamos todos para nascer em berço de ouro!


Soli
As pessoas na nossa vida têm a importância que têm, nunca devemos dar toda, perante as adversidades muito se reduz a cinzas. Não prometam aquilo que jamais sabem se podem cumprir.

O importante é saber estar, aceitar e conviver com as diferenças porque todos somos importantes e todos contribuímos para essas diferenças, porque são elas que nos cruzam uns com os outros... Eu admiro quem tem qualidade de vida. Quem teve a sorte de nascer com ela e aproveitar. Quem, apesar das dificuldades a conquistou. Quem passou fome e agora tem uma mesa rica. Quem trabalha e tem o minímo que precisa. Quem apesar do que tem e nâo tem quer ser feliz. Quem apesar das diferenças é uma pessoa consciente. Eu choca-me a pobreza, a fome... Mas choca-me ainda mais quem nada faz... Fico indignada pelas crianças... Com a sociedade, com seus pais... Bem sei que há grandes carências e dificuldades... Bem sei que há muita gente inconsciente... Que me perdoem aqueles que a seus filhos lhes falta pão! Que me perdoem aqueles que deixam isto acontecer! Que me perdoem aqueles que não querem trabalhar! Que me perdoem os aflitos que tudo fariam para o ter! O mundo é exactamente isto... Todos temos de ser conscientes para ter um futuro melhor! E aceitar quem o tem e porquê... Porque nasceu com sorte... Porque teve boa educação e formação... Porque estudou, se aplicou... Porque trabalha... Bem sei que há quem não pode, quem não consegue! O importante é ser feliz e todos os dias aprender, lutar e vencer! Soli
 
Autor
soli
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1453
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.