https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

UM ESTRANHO AMOR

 
NO CÉU do MEU PENSAMENTO

De repente,
no canto azul da minha alma,
surgiu um foco de luz.

Não seria a minha namoradinha
se apresentando como uma estrela ?

A estrela se dilui
e começou a surgir
aquele vestido branco com bolinha azuis,
os olhos verdes de alguém que amei
em tempos idos.

Senti um cheiro de manjericão
e não tive mais dúvidas:
era a Prima Júlia...
esse estranho amor...

 
Autor
JBMendes
Autor
 
Texto
Data
Leituras
681
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 19/11/2012 16:32  Atualizado: 19/11/2012 16:32
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: UM ESTRANHO AMOR
Bela inspiração.
Abraço luminoso

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 19/11/2012 21:02  Atualizado: 19/11/2012 21:02
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15994
 Re: UM ESTRANHO AMOR
Boa noite, poeta!
Belo e singelo poema de amor!
Parabéns pela inspiração!
Um grande abraço!

Enviado por Tópico
Manu_C.
Publicado: 20/11/2012 16:00  Atualizado: 20/11/2012 16:00
Colaborador
Usuário desde: 22/12/2011
Localidade: Itália, Milano
Mensagens: 572
 Re: UM ESTRANHO AMOR
Querido JBMendes,

O poeta, como fosse um pintor, vai enchendo de cores a tela da sua alma:
“aquele vestido branco com bolinha azuis,
os olhos verdes de alguém que amei
em tempos idos.”

Com pinceladas fluidas e através de um delicado e harmonioso cromatismo,
surge o retrato da Prima Júlia emanando um bom aroma de manjerição
e despertando uma infinita saudade.

Um poema que parece dar uma dimensão visual à sua reflexão interior.

Um abraço,
Manuela