https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O tempo

 
O dia acorda vagarosamente e delicado;
Trás consigo o sol esplêndido e envergonhado .

O céu fica azul, as nuvens voam, dançam sem ter pressa, sem olhar a hora!

O mundo acorda e as pessoas começam seu dia mais uma vez.
Sem observar o imenso céu azul, esquecem a beleza trazida por Deus.

A rotina começa engole um por um, dia após dia.
Pessoas ficam em um ponto automático que ao se depararem
com o a beleza do sol ele já se vai, ele já se põe.

As nuvens brancas arteiras começam a ir embora.
Cansadas de se transformar em animais e objetos, acabam a brincadeira.
Seguem em busca de um horizonte... Se vão, se partem!

O friozinho chega dando um olá ao anoitecer .... Varre o cansaço e por vezes trás consigo a saudade.

Sentada encostada na parede ao olhar para cima deparo-me com a lua.
Despida na noite sabe que o sol a observa, que a valoriza;
por isso que brilha por isso que muda de fase,
sempre querendo ficar mais esbelta ser a mais bela.

Estrelas ao lado preenchendo todo o espaço do céu fazem companhia.
Lua tão linda e sozinha.
Chora por não ser valorizada por não ter seu amado ao lado.
Chora por mostrar-se ao mundo e todos estarem dormindo.
Mais não deixa de brilhar, por que as estrelas estão lá a admirar.

Open in new window
 
Autor
SED
Autor
 
Texto
Data
Leituras
411
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.