https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

exclusão

 


quis tudo nada tive
era o excluído de toda lista
um pária invisível à margem do todo
não era ninguém

e assim comecei
catando qualquer coisa à mão
bituca de cigarro e tiras de jornal
tampinha de garrafa e velho vinil
barbante e retalhos de pano
papelão e pente sem dente
radinho de pilha pifado
bobs com cabelo de mulher e tudo
um tanto de parafusos ou menos
tudo que ninguém mais quer
tudo meu só meu
tinha tudo nada me faltava

dizem que caí doente
mas doente era toda essa gente
invejosos de tudo que juntei
me atiraram em cima dum caminhão
e no hospital inventaram uma tal
de intervenção cirúrgica

um a um
tudo que juntei do nada
num passe de mágica
sumiu

removeram tudo nada sobrou
e em meio a tudo nada de mim
em lugar nenhum




 
Autor
fotograma
Autor
 
Texto
Data
Leituras
831
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
7
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Srimilton
Publicado: 15/07/2013 11:42  Atualizado: 15/07/2013 11:42
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2013
Localidade: Nenhuma
Mensagens: 1844
 Re: exclusão
"baralho!

tabacaria e isso aqui?!

fodeu, cara. hora de procurar tratamento..."

Vc vai numa página que não é a sua para, deliberadamente dizer
isso, ou seja, avacalhar. Repito-o para que Vc reavalie
essas suas atitudes e procure:

"hora de procurar tratamento...", sério!




Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 16/07/2013 00:18  Atualizado: 16/07/2013 00:18
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: exclusão
Gosto de te ler!

Karla B

Enviado por Tópico
Srimilton
Publicado: 16/07/2013 01:03  Atualizado: 16/07/2013 01:03
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2013
Localidade: Nenhuma
Mensagens: 1844
 Re: exclusão
Acabei esquecendo do principal, que é comentar
a 'doidera' do seu poema: É bom, muito bom!

Abraços!

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 17/07/2013 00:46  Atualizado: 17/07/2013 00:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29402
 Re: exclusão
A exclusão é o fonema dos pequenos ignorantes. A grande arma dos fracos é a desitencia. Mas você teve a atitude hoje é um vencedor. A inveja é os olhos dos fracos. Uma maravilha de poema