Poemas -> Solidão : 

A PRAÇA

 
A PRAÇA
 
"...o vento estava especialmente cálido aquela tarde...ele continuava sentado lendo o seu jornal enquanto alguns pássaros pousavam ao seu redor...a praça já um tanto mal cuidada, de certo abandonada, mas era ali o seu lugar...todos os dias como um ritual...a praça, o banco, o jornal...e numa tarde, quando formava-se ameaçadora tempestade, soube-se que ele havia partido...que lástima...diziam alguns poucos amigos...a solidão o pegou e entristeceu seu coração...mas pelo que sei, ninguém por ele chorou, nem muito menos possuía um grande amor...era um desafortunado que de tanto desgosto se foi...diziam todos...e na manhã seguinte, a praça, o banco e os pássaros, continuavam no mesmo lugar...a vida prossegue, vou na banca comprar meu jornal..."

[Reggina Moon]

 
Autor
regginamoon
 
Texto
Data
Leituras
863
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Edykyron
Publicado: 03/10/2013 18:39  Atualizado: 03/10/2013 18:39
Colaborador
Usuário desde: 15/11/2012
Localidade: São Paulo, Brasil
Mensagens: 774
 Re: A PRAÇA
Olá boa tarde !!!
Belo poema...
E pra falar a verdade, isto é tão corriqueiro, mas não paramos um momento para pensar em coisas simples da vida..
Parabéns.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/10/2013 11:38  Atualizado: 04/10/2013 11:38
 Re: A PRAÇA
Tempos ótimos que sentavamos na praça para conversar para bons momentos passar. Até mesmo para paquerar. Ourtro tempos vierão. Um inteligente poema, sabio

deixo meu abraço martims

Enviado por Tópico
acalenta
Publicado: 04/10/2013 21:37  Atualizado: 04/10/2013 21:37
Colaborador
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade:
Mensagens: 5389
 Re: A PRAÇA
Olá!!!


Toda praça tem sua história,e essa triste mas que acontece muito,parabéns.

abraço

acalenta