https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Amor Vincit Omnia

 
Tags:  Amor Vincit Omnia  
 
Nesta noite de frio e chuva entre palavras duras, que rompem um peito, e alma chora, lembro-me do teu lindo rosto, esse sorriso que cheira a mar, e os olhos de praia, e as mãos de pôr de sol, onde os raios ultra violetas caiem sobre as nossas cabeças, e solta-se felicidade constante.

Momentos que falam por si, dos pequenos que se tornam grandes e grandiosos, onde só existe o conceito de paz, harmonia, e sentimentos na flor da pele, onde os corações se tornam testemunhas, através do que nos agarra o pensamento em memórias.

Deixa fluir, dizes tu, palavras tão sentidas tão belas, onde tudo pode se tornar possível, onde o tempo nos trará respostas, viver algo tão bom, tão agradável, onde cada um pode dar o que pode, pois cada pedaço dado de olhos fechados, se torna verdadeiro, em cada noite cristalina.

És e serás mulher escrita, entre as linhas da perfeição dentro da imperfeição, onde os defeitos são cegos e as qualidades ganham topo na vida, magnifica, maravilhosa não existe tais palavras para descrever a notícia que vestes e transbordas no olhar de cada um.

Medos, Receios, Incapacidades, Frustrações, Desejos, Vontades, Sentimentos, Emoções, Irritações, tudo existe entre nós, como humanos que somos, vulneráveis ficamos, como uma folha leve ao seu vento que guia sem norte.
Estrela dourada, virtude requintada, beleza rara, tudo faz parte de ti, tudo te faz mover sem chão, segues em frente, sem olhar para trás, perdida, a mente doí, na despedida.

Fácil será o lado que caminhas fechado, entre buracos no chão, peitos rasgados, criando a ilusão, que o caminho certo é o avesso, do virar de costas, e dizer que não.

Não me digas que não, eu digo-te que não, vou agarrar na tua mão, não te vou deixar em vão, e abrir o seu coração, para que possamos as duas olhar na mesma direção.

Onde as portas abrem o caminho do desconhecido, de algo belo, algo puro, uma nova emoção, uma nova paixão, onde juntas pessoalmente conhecemos a felicidade que arrepia a pele, e separadas faz a cruz, de frustração e separação.

Permite seres feliz. Sê feliz, vamos ser felizes, escuta a razão dentro do coração, não me digas que não, faz do encontro o nosso reencontro, não um adeus, mas sim, um até já, minha doce e querida estrela.


 
Autor
Kolthar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2209
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 19/10/2013 17:06  Atualizado: 19/10/2013 17:06
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11172
 Re: Amor Vincit Omnia
Kolthar,
Comovente e intenso.
Beijinho
Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/10/2013 19:38  Atualizado: 19/10/2013 19:40
 Re: Amor Vincit Omnia
a importância de; em conluio com o poema, se dizer tudo que tiver de ser dito, sem alardes e desvarios... o recado dado, e bem dado, verdadeiro, seja para começos e ou recomeços... o resto é deixar rolar pois o amor tudo vence e suporta...gostei. foi escrito com esmero...
bj e meu abraço caRIOca

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 19/10/2013 22:25  Atualizado: 19/10/2013 22:25
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16064
 Re: Amor Vincit Omnia
Poetisa

faz do encontro o nosso reencontro, não um adeus, mas sim, um até já

Belo poema! Gostei imensamente da leitura! Beijos!
Janna