https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Grito

 
Tags:  O Grito  
 
A voz interior acordou para uma nova esfera
Um recomeço de devaneios de uma longa espera
Ganhou o seu rumo e direção na encruzilhada
Da vida que nos une e nos separa

Hoje os espinhos se tornaram as rosas
De um olhar perdido em busca da luz
De hoje adiante cantarei as minhas prosas
E deixo para trás a madeira da minha cruz

Hoje serei a Mulher que guia a força contra o tempo
E o tempo que hoje nos dá razão
Deixo as palavras cortarem o vento
Penetrando todas as áreas do coração

As minhas mãos de águas bravias
Cheiram a lírios de cada manhã
A menina que antes fugia
Deixou o frio interior na cidade de Covilhã

A luta e o esforço ganharão através da vontade
De um labirinto que antes não se via
O silêncio faz a minha felicidade
Colocando esta paz que tanto eu queria

Silêncio… o grito ganhou as suas asas.


 
Autor
Kolthar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1929
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 04/10/2013 11:39  Atualizado: 04/10/2013 11:39
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4518
 Re: O Grito
É de uma riqueza profunda quando acordamos em outros e muitas vezes "novos" patamares de consciência.
Gostei, para mim foi muito proveitosa esta leitura.
Abraço de luz

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 04/10/2013 12:57  Atualizado: 04/10/2013 12:57
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6794
 Re: O Grito
Um grito que ne os ecos se silênciaram, enatecedor