https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Pinta negra

 
Tags:  dor    passado  
 
Que macha negra,
No meu bloco,
Uma nódoa negra,
De um papel oco.

Que pinta negra,
Que sujou meu bloco,
Destacando uma alma que sangra,
Como cada cair de um floco.

Que pinta negra,
Que sujou uma vida,
Qual pinta negra?
Uma pinta negra que não tem ida.

O bloco era tão encantador,
Agora tenta-se queimar dentro de uma arca,
Porque isto é uma pinta negra que marca,
E deixa uma mente, cheia de dor.

By : Ana Carina Osório Relvas/ A.C.O.R

(Poema antigo)


A felicidade são pequenos sorrisos de determinados momentos
Ana Carina Osório Relvas/acor

https://acor13.blogspot.com/



 
Autor
A.C.O.R
Autor
 
Texto
Data
Leituras
782
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Asnoréctico
Publicado: 18/11/2013 08:00  Atualizado: 18/11/2013 08:00
Da casa!
Usuário desde: 12/06/2013
Localidade:
Mensagens: 283
 Re: Pinta negra
Que pinta negra, tão inconveniente …
Essa pinta negra será saudade, desmanchada numa lágrima, ou será simplesmente um tempo riscado num dado lugar …?

Mas sinceramente gostei muito , como sempre.

A sua poesia é diferenciada, íntimista, mas ao mesmo tempo nos liberta …

O Luso já precisa de gente assim que dignifiquem este lugar e tragam na arte o esplendor dos seus corações …

Cumprimentos cordiais.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/08/2014 13:17  Atualizado: 08/08/2014 13:17
 Re: Pinta negra
"Uma pinta negra que não tem (v)ida)"


Muito bom isso

Parabéns

Pedro